Meio Bit » Arquivos » Ciência » Para tristeza de Bowie (provavelmente) não há vida em Marte. Mas calma, isso pode ser bom.

Para tristeza de Bowie (provavelmente) não há vida em Marte. Mas calma, isso pode ser bom.

Sonda Curiosity descobre que não há presença significativa de metano na superfície marciana, ou seja, muito provavelmente não há vida em Marte e isso é bom. Confira o porquê.

18/11/2012 às 12:41

David Bowie - Life On Mars (HD music video)

Um dos experimentos mais aguardados do Mars Science Laboratory, ou Curiosity, pros íntimos, foi a pesquisa por metano. De fórmula CH4,é um composto orgânico muito simples, excretado por todo organismo anaeróbico. Metano também é muito instável, em 10 anos ele se combina com o oxigênio atmosférico formando dióxido de carbono e água.

A presença significativa de metano em Marte seria uma prova indireta muito significativa da presença de microorganismos em seu solo. Os processos inorgânicos de produção de metano dependem de atividade geológica, algo que Marte não apresenta mais faz tempo.

Não conseguiram identificar metano nem na razão de 5 partes por bilhão. Estudos atmosféricos acharam concentrações de 3 partes por bilhão. Quase nada. Na Terra a concentração é de mais de 1.800 partes por bilhão.

Isso significa que ou não há vida em Marte, o que é mais provável, ou a vida lá é completamente diferente da terrestre, não sendo baseada em carbono. Pode parecer chauvinismo, mas o carbono é o elemento-piranha, ninguém se combina mais, gerando mais compostos estáveis na temperatura da água líquida do que ele. Há teorias inclusive de que o próprio DNA seja Universal.

total-recall-mars-quaid-eye-bulge

eu disse vida inteligente

Quem estava esperando os belos e sábios marcianos de Ray Bradbury, ou pelo menos aquela dama que troca favores por dinheiro de 3 peitos de Total Recall, é uma decepção, mas não precisa ser assim.

Marte ter uma biosfera viável poderia ser muito, muito ruim. Estamos falando de todo um ecossistema independente do nosso. Organismos para os quais não temos nenhuma defesa. Organismos que podem ser totalmente inofensivos ou instantaneamente letais. Um fungo que metabolize queratina dos cabelos e excrete cianureto, por exemplo. No nosso mundo não teria evoluído, pois matar o hospedeiro instantaneamente não é muito inteligente. Mas e se fosse transplantado?

Sendo estéril Marte resolve TODOS os nossos problemas e preocupações com contaminação. Nossas naves não precisam ser tão esterilizadas, pois não terão o que contaminar, e missões tripuladas e/ou de retorno de amostras não correm o risco de trazer junto um Enigma de Andrômeda ou aquela loura boa que passava o rodo geral em A Experiência.

A idéia de encontrar vida alienígena é muito atraente, mas que seja via radioastronomia, longe demais para uma visita, ou em Europa, onde não temos planos de aparecer pessoalmente nos próximos 100 anos. Marte é o único planeta que temos condição de terraformar com nossa tecnologia atual. Se não houver vida para atrapalhar, não temos porque não começar. Já.

relacionados


Comentários