Meio Bit » Baú » Games » Para divulgar o NfS Most Wanted, EA pede aumento do limite de velocidade

Para divulgar o NfS Most Wanted, EA pede aumento do limite de velocidade

30/10/2012 às 10:00

Acontece hoje nos Estados Unidos o lançamento do Need for Speed: Most Wanted e para ajudar na sua divulgação, a Electronic Arts lançou uma campanha publicitária que promete dar o que falar. Através de um site, a desenvolvedora está pedindo o apoio dos americanos para a fictícia Proposta 130, uma emenda que aumentaria o limite de velocidade no país para 130 milhas por hora (aproximadamente 210 km/h), ao invés das 65 atuais.

Questionando “qual o sentido em termos supercarros capazes de alcançar velocidades insanas e aceleração arrebatadora se o limite restringe sua velocidade a 65 mph,” a página deixa evidente se tratar de uma brincadeira ao sugerir a implementação de rampas nos cruzamentos para que os motoristas possam evitar os engarrafamentos, além da adoção de um limite mínimo de velocidade, usando câmeras para multar aqueles que travam o fluxo das estradas com seus carros fraquinhos.

Por fim, eles dizem que como essas leis demorarão a ser implementadas, as pessoas deveriam dar uma chance ao novo jogo e ainda disponibilizam um infográfico para ilustrar as vantagens que a mudança poderia trazer para toda a sociedade, como o aumento da produção devido a redução dos atrasos de funcionários, o fim dos envios de mensagens de celulares enquanto estivermos dirigindo ou mesmo a eliminação da pergunta “estamos chegando?”, tão feita pelas crianças que estão no carro.

Na minha opinião a ideia foi muito bem bolada e consegue passar de forma genial a proposta do jogo, no entanto, não há como negar que a empresa correu um risco bastante alto ao adotá-la. Algumas pessoas certamente não entenderão a brincadeira por trás da propaganda e num país como o Brasil, onde a publicidade ultimamente tem medo de ousar e milhares de vidas são perdidas todos os anos nas estradas, acho que ela não teria muito espaço.

dori_nfs_30.10.12

[via Polygon]

relacionados


Comentários