Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Concordo com Tim Cook, vivemos num mundo pós-PC (enviado de meu Windows 7)

Concordo com Tim Cook, vivemos num mundo pós-PC (enviado de meu Windows 7)

15/09/2012 às 15:33

Apple-Post-PC-Era-Tablets

Ontem, durante o lançamento do iPhone 5 Tim Cook destacou a quantidade de dispositivos iOS existentes, e como por anos eles têm crescido bem mais que os PCs. Mesmo que o keynote dê a entender que um mundo “pós-PC” seja um mundo com todos usando Macs, o conceito engloba tudo que seja desktop e notebook.

Mesmo com a fração pífia, quase linuxiana do OSX no “grande esquema das coisas”, eu concordo, mas não com o conceito de que um mundo pós-PC é um mundo sem PCs.

São coisas completamente diferentes. É muito raro uma tecnologia substituir totalmente outra. Ainda usamos cavalos, carroças, bicicletas, bondes, barcos a vela, remos e todos os outros meios de transporte anteriores e inferiores ao automóvel. Vivemos em um mundo pós-cavalos, mas não num mundo sem cavalos. Apenas deixamos de ser cavalocêntricos.

O mundo pós-PC já chegou. Só não vê quem o associa ao discurso bobinho “morte ao Windows”. É o mundo onde o PC deixou de ser o centro de nossas atividades.

Quando comprei meu primeiro PDA, um Palm Professional, ele não existia sem o PC. Não tinha nenhuma conectividade fora… o conector. Juro, nem infravermelho. Até o fim da vida os PDAs da Palm dependeram do HotSync, sincronizando com o Palm Desktop, que por sua vez, (com sorte) sincronizava com clientes de email, documentos, mídia. Windows Mobile? Mesmo coisa. Symbian? Em teoria também, se aquela bosta do programa da Nokia pra desktop funcionasse.

Mesmo notebooks eram vistos como computadores auxiliares, era impensável um portátil ser tão poderoso quanto, muito menos se tornar o PC principal de alguém.

Hoje isso mudou. Notebooks já suplantaram os desktops em venda faz tempo. Há gente que se resolve perfeitamente com eles, e se alguém fala de games, o sujeito aponta o XBox na sala. HDs externos e cases com NFS compartilham conteúdo para todos os computadores da casa, e o WIFI permite que o sujeito trabalhe no sofá, no banheiro, na mesa da sala ou do quintal.

Na hora do lazer a música sai do iPod ou do iPhone para o receiver via Airplay, os vídeos vem do iTunes, ou do HD da rede. Ou do Netflix, não importa.

Na hora da novela, do seriado, o tablet assume o lugar da segunda tela. Hoje a maior parte da interação “televisiva” é feita com eles, depois smartphones, eu último notebooks.

Hoje você compra um Android ou um iPhone e sai usando. Antigamente seu celular precisava de uma conexão íntima com o PC. Hoje 60% dos downloads (leia-se compras) da Apple são feitos direto nos dispositivos iOS. No Android deve ser maior ainda, visto que não há um iTunes na plataforma.

O PC é só uma ferramenta, serve para fazer o que não é confortável no smartphone, assim como o XBox serve para fazer o que não é confortável no PC. Ou no Wii. O mundo pós-PC é o mundo onde nossas necessidades são atendidas melhor, por mais ferramentas.

Acho que o melhor exemplo são fotos. Antigamente tirava-se as fotos, e ficavam em um álbum físico.

Depois a gente escaneava, pacientemente, e mandava por email.

Chegaram os sites, passamos a arrumar em álbuns e distribuir links pros amigos.

Até aí o álbum online era apenas uma versão eletrônica do de papel, com os mesmos problemas de timing. Você só compartilhava depois de chegar da viagem.

A câmera digital tornou possível compartilhar as fotos no mesmo dia em que foram feitas, a gente chegava no quarto do hotel, abria o notebook e mandava pro Flogão.

O smartphone permite que a gente tire as fotos E, se achar interessante, compartilhar na hora. Ele não substitui a câmera de verdade, mas te livra da necessidade de postar tudo no mesmo dia, além de dar a possibilidade do compartilhamento instantâneo.

Ganhamos flexibilidade E liberdade. Ao mesmo tempo o PC continua a plataforma ideal para organizar e gerenciar bibliotecas de centenas de fotos em alta resolução. Cada um é o melhor no que faz, e isso torna a vida mais agradável.

Nota: EU SEI que a foto é antiga. Apesar de Steve Jobs ter reencarnado, ainda não voltou a seu antigo posto na Apple.

relacionados


Comentários