Meio Bit » Baú » Hardware » NASA investe US$100 mil para pesquisar siri voador (não, não é a Enterprise NCC1701D)

NASA investe US$100 mil para pesquisar siri voador (não, não é a Enterprise NCC1701D)

02/09/2012 às 19:51

Quando eu era criança Quartas e Domingos eram dias de ir pra praia atrás de casa e assistir a um show, enquanto mães, avós e chatos em geral reclamavam e tampavam o ouvido com as mãos. O motivo do barulho era o Concorde, aquele avião de caça que alguém errou a escala, viu que ficou grande demais e colocou poltronas, pra disfarçar e vender como transporte de passageiros.

Era lindo ver aquela asa em delta passando, o rugido dos 4 motores a jato dele só era superado quando decolava, era indescritível ver e ouvir aqueles Rolls-Royce/Snecma Olympus 593 cuspindo fogo e trovão, quando o piloto acionava os pós-queimadores. Isso mesmo, o Concorde era o único avião comercial com afterburners.

Hoje isso é passado. O avião foi aposentado, era caro e barulhento, o futuro de aviões super e hipersônicos não chegou. Continuamos com aviões lentos e gordos. Um Boeing 707, que voou pela primeira vez em 1957, tem velocidade de cruzeiro de 1000Km/h. Um Airbus A380, o mais moderno avião comercial da atualidade. voa a 945Km/h.

Existe um mercado para quem quer chegar muito rápido a algum lugar, é só vencer os problemas de ruído. Só que o estrondo supersônico é uma realidade, como violar as Leis da Física?

Contornando-as. É possível criar designs que produzam um mínimo de estrondo, mas esses designs são incompatíveis com vôo em baixa velocidade. Asas de geometria variável, como o F14 ajudam, mas o corpo do avião não muda. Comofas\?

Um grupo da Universidade de Miami teve uma idéia tão ousada, tão fora da caixa, que a NASA achou por bem custear as pesquisas preliminares: Eles bolaram um avião com corpo duplo: Uma parte ele é otimizado para vôo em baixa velocidade, outra para vôo supersônico. No momento da transição ele vira 90 graus, não gera estrondo, e mantém a performance, veja:

É estranho? Com certeza, mas um helicóptero também era, e o que dizer do V22 Osprey, com suas hélices que mudam de modo avião para modo helicóptero, e tão adequadamente foi usado em Transformers?

Pensar fora da caixa é essencial para quem quer ser inovador. E convenhamos, o que é um avião que anda de lado feito caranguejo, comparado com a sequência de pouso da Curiosity?

Fonte: NASA

relacionados


Comentários