Meio Bit » Baú » Games » Ubisoft: Pirataria no PC atinge 95% e F2P é a solução

Ubisoft: Pirataria no PC atinge 95% e F2P é a solução

23/08/2012 às 10:08

dori_annoi_22.08.12

Durante a Gamescom a Ubisoft anunciou que mais algumas de suas franquias receberão capítulos Free-to-Play, sendo assim marcas como Ghost Recon ganharão a companhia de novos Anno e dois Might & Magics, mostrando que a companhia está dedicada a investir pesado nesse modelo de negócios e um dos motivos seria o combate à pirataria.

Queremos aumentar bastante o mercado de PC e o F2P é a maneira de se fazer isso,” declarou Yves Guillemot, CEO da produtora. “A vantagem do F2P é que você pode conseguir lucro em nações onde não conseguia antes – lugares onde nossos produtos eram jogados, mas não comprados. Agora com o F2P nós ganhamos receita, o que ajuda as marcas a durarem mais.

É uma maneira de nos aproximarmos dos consumidores, de termos certeza de que teremos uma receita. No PC apenas algo entre 5 e 7% dos jogadores pagam pelo F2P, mas normalmente nesta plataforma apenas a mesma quantidade de pessoas pagam de qualquer maneira, o resto são jogos pirateados. A receita que temos das pessoas que jogam é mais a longo prazo, então nós podemos continuar trazendo conteúdo.

Ok, eu sou uma pessoa que critica duramente a pirataria, mas custo a acreditar na proporção mencionada pelo executivo. Em países como o nosso a quantidade de jogos piratas sem dúvida ainda é muito alta, mas com a distribuição digital esse problema me parece ter diminuído consideravelmente e as constantes promoções feitas por serviços como o Steam ajudou muita gente a legalizar suas cópias e por isso acho que 95% é um tanto exagerado.

De qualquer forma, os jogos Free-to-Play podem mesmo ser uma ótima solução para a pirataria, mas continuo querendo ver como eles farão para agradar aqueles que gostam das campanhas multiplayer e penso que ainda há um longo caminho até esse modelo substituir o tradicional, se é que conseguirá fazer isso.

[via GamesIndustry]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários