Meio Bit » Baú » Games » Os games e a falta de tempo para jogá-los

Os games e a falta de tempo para jogá-los

04/04/2007 às 12:49

Um dos gêneros que mais me agradava nos videogames sempre foi o RPG, mas tenho notado que de uns anos para cá tenho perdido o interesse nos jogos deste estilo, assim como nos jogos muito complexos. Estaríamos ficando sem tempo e paciência para jogos muito demorados?

Acredito que assim como eu, vocês também possuam uma série de coisa para fazer no dia-a-dia. Eu por exemplo me divido entre dois trabalhos, sou casado, procuro ter uma vida social, escrevo em dois blogs e ainda procuro tempo para jogar em um dos meus três consoles, além do PC.

Levando isso em consideração, um dia desses estava conversando com um amigo sobre o quanto não temos mais paciência para jogar a maioria dos RPGs lançados últimamente. É estranho, pois ambos gostávamos muito do estilo, chegando até a jogar alguns games em japônes, mas isso com 13 ou 14 anos, época em que tínhamos tempo para ficar navegando pelo mundo todo do game até achar a próxima coisa a ser feita.

Chegamos então a conclusão que não temos mais tempo a perder. E é complicado ligar o videogame 01:00h da manhã, colocar um jogo no console e assistir uma cutscene de 30 minutos (leia-se Xenosaga), só para citar um exemplo. A maioria dos adultos que precisam trabalhar para pagar seus jogos sabe que muitas vezes temos 1 ou 2 horas por dia para jogar.

Não, não desisti dos RPGs. Só não tenho mais aquele ânimo para jogar como antes. Não fico mais 30 dias seguidos apenas jogando algum épico onde devemos passar 100 horas para salvar a princesa. Acho que isso também acontece por eu possuir muitos jogos na minha coleção hoje em dia e pelo fato de que poucos RPGs atuais são realmente bons. Quem jogou Chrono Trigger e Final Fantasy VI e VII sabe do que tô falando.

No mês passado por exemplo, consegui pegar o ótimo Rogue Galaxy. Fazia tempos que não me empolgava tanto com um RPG, mas antes de me aprofundar nele quero terminar o Zelda: Wind waker e o God of War 2. Viu? Mais uma vez o problema da falta de tempo.

Adoro jogos mais "cabeça" como Okami e Shadow of the Colossus, mas muitas vezes o que queremos é apenas uma partidinha de Winning Eleven ou umas volta de carro por San Andreas, já que não teremos 4 ou 5 horas para jogar. Apesar de que de tempos em tempos tento tirar um dia (ou meio) só para os games.

Pensando nisso chego a conclusão de que a talvez a estratégia da Nintendo esteja correta. Acho difícil ela liderar essa geração, mas como segundo videogame o Wii viria a calhar, pois assim teria um console para jogar naqueles poucos minutos diários.

PS.: Na verdade este post foi um desabafo de um gamer sem tempo e que sofre ao ver seus jogos guardados na estante e com pouquíssimo tempo até para ler os manuais dos mesmo.

relacionados


Comentários