Meio Bit » Baú » Indústria » TIM: erros na conta do pós-pago

TIM: erros na conta do pós-pago

27/03/2007 às 2:09

Pegue um número de um celular. Em cada região do Brasil é possível saber a qual operadora pertence apenas analisando os dois primeiros dígitos. Quando assinamos um plano pós-pago, geralmente nos oferecem pacotes de minutos, tanto para ligações para celulares da mesma operadora (mais barato) quanto para ligações para celulares de outras operadoras (mais caro). Mas a TIM está fazendo uma confusão nestas contas.

Na região metropolitana de São Paulo (DDD 11), quando a TIM iniciou suas operações, os números dos celulares começavam com os prefixos 81xx até 85xx. Mais recentemente, com o crescimento da base de usuários, a operadora passou a oferecer números com o prefixo 86xx em diante. Até aí tudo bem, nada de mais, até chegar sua conta pós-paga.

Simplesmente esqueceram de avisar o pessoal que desenvolve o sistema de billing (veja reprodução da conta aqui ou clique na imagem abaixo). As ligações para números da TIM começados com 86xx em diante estão sendo cobradas como ligações para outras operadoras, ou seja, ao invés de descontar da cota mensal para ligações TIM para TIM os minutos saem da cota destinada a ligar para concorrentes.

É um problema sério e que se for sistêmico pode ter lesado milhares de consumidores desatentos. A conta que apresento abaixo é de uma amiga, cliente da TIM há vários anos. Por causa do erro veio uma cobrança a mais de cerca de 50 reais. Até o pessoal do atendimento conseguir entender o que estava acontecendo - fora as várias vezes
que a ligação caiu (até parece de propósito) - lá se foram horas perdidas.

Recentemente a TIM comemorou uma receita e lucro maiores do que sua concorrente (e líder) Vivo. A TIM está nas segunda colocação em número de celulares habilitados e possui ARPU (receita média por usuário) mais alta que a média. A pergunta que fica é: o quanto esse erro influenciou no desempenho financeiro da operadora sem fronteiras, mostrando números inflados?

Conta TIM Clique na imagem para ampliar.

relacionados


Comentários