Meio Bit » Baú » Miscelâneas » BarCamp: tão bar quanto camp

BarCamp: tão bar quanto camp

26/03/2007 às 15:08

Barcamp, uma das discussões

O BarCamp São Paulo foi interessante. Muitas celebridades do mundo virtual se encontraram para papear. Discussões rolaram de forma desorganizadamente organizada. Um quadro de trilhas definia os horários, nada fixos. Durante as discussões sempre um ou outro centralizava as atenções. Mas era a única coisa centralizada no evento. Até a cobertura é descentralizada. É só olhar no Technorati e Flickr.

Várias figurinhas conhecidas estavam presentes. O pessoal do Rec6 apareceu no primeiro dia. O Marco Gomes do boo-box esteve nos dois dias. O Gilberto Jr do OutroLado foi só no segundo dia.

Blogueiro também é famoso. Estavam lá o Cardoso daqui do Meio Bit e do Contraditorium, o Edney Sousa, empreendedor da blogosfera brasileira, Wagner Martins que encarna o Mr. Manson e,
claro, Bia Kunze, a Garota Sem Fio.

Discussões foram de todos os tipos. Alguns quiseram falar de web 2.0, outros de software livre. Teve ainda os que debateram as startups ou desenvolvimento web. Mas a maior discussão de todas foi sobre o próprio BarCamp. Durou os dois dias. E teve gente que não entrou em discussão alguma. O balanço geral foi muito interessante. Conhecer pessoas antenadas em tecnologia sempre vale a pena. E como muitos já disseram por aí, não seria bar sem um bar de verdade. Os dias acabaram em chopp.

relacionados


Comentários