Meio Bit » Baú » Games » Os Gêneros Esquecidos - Beat´em Up

Os Gêneros Esquecidos - Beat´em Up

22/03/2007 às 18:51

Quem acompanha os videogames a alguns anos sabe que de vez em quando um tipo de jogo vira moda, como por exemplo os jogos de aventura estilo Mario ou GTA e seus muitos clones. Mas também sabemos que alguns gêneros vem perdendo força com o avanço tecnológico.

Pensando nisso, resolvi criar uma série de textos sobre os gêneros esquecidos dos games. Neles vou falar sobre alguns estilos de jogos que não estão ganhando muita atenção das produtoras, mas que vários jogadores old school gostariam de ver novamente. No texto de hoje falarei sobre os Beat´em Up.

O Gênero

A partir da década de 80 as pessoas começaram a ficar cada vez mais envolvidsas com os jogos eletrônicos. Por limitação técnica os jogos não possuíam muita variação, mas com o tempo, vários gêneros foram surgindo. Um desses gêneros foi o Beat´em Up. Jogos onde um ou mais usuários encarnavam um personagem que deveria enfrentar vários inimigos na tela ao mesmo tempo.

É muito provável que o sucesso dos Beat´em Up se deva ao filmes de luta, muito populares na década de 80 e também posuírem bons gráficos e uma jogabilidade viciante. Era comum o lançamento de jogos com temáticas das mais variadas possíveis, como histórias de ficção, lutas medievais e até desenhos animados. Quando em um desses jogos o personagem por padrão carregava uma arma, como em Golden Axe, o jogo também era conhecido como hack 'n' slash.

Os grandes destaques

A empresa que mais se destacou nesse gênero, principalmente na década de 90 foi a japonesa Capcom. Responsável por alguns dos melhores jogos do gênero, como: Final Fight, Captain Commando, Aliens vs. Predator, Cadillacs & Dinossaurs e The Punisher. Todos estes tendo como plataforma original os Arcades.

Vale mencionar ainda para fliperamas os ótimos: TMNT: Turtles in Time, a série Double Dragon, The Simpsons e X-men, sendo este último, um dos melhores jogos já feitos sobre o universo dos murtantes. No estilo hack 'n' slash, os maiores destaques são os games Knights of the Round, dois jogos com a marca Dungeons & Dragons, The King of Dragons e o já mencionado Golden Axe.

Já nos consoles, a série de maior sucesso é sem dúvidas Streets of Rage, para Mega Drive, jogo este contava com uma das melhores trilhas sonoras já criada. O SuperNes recebeu vários ports de qualidade dos fliperamas, além do original Batman Returns. Vale mencionar também o ótimo Beat´em Up chamado Guardian Heroes, lançado para o Sega Saturn, que contava com ótimas animações e que infelizmente poucas pessoas jogaram. E não há como esquecer alguns ótimos trabalhos realizados no antigo Nes, que recebeu os clássico River City Ransom e Battletoads, indiscutivelmente um dos jogos mais difíceis da história.

Os Beat´em Up Modernos

Quandos as empresas desenvolvedoras de games começaram a deixar os jogos 2D de lado e investir no 3d, o Beat´em Up foi um dos gêneros mais prejudicado. É difícil entender o motivo por isso ter acontecido, mas o fato é que o estilo de jogo não se adaptou bem a jogabilidade em 3 dimensões. Alguns exemplos claros são os games Final Fight: Streetwise e Urban Reign, muito embora o excelente The Warriors tenha dado um novo ar ao gênero.

Alguns jogos de ação que vem fazendo muito sucesso atualmente poderiam ser considerados uma evolução do gênerro, sendo que este são games de alta qualidade e que lembram muito os Beat´em Ups antigos, principalemnte se levarmos em considerção o fator diversão e a jogabilidade simplificada. Posso citar aqui o God of War, Ninja Gaiden e Devil May Cry.

Porém, mesmo estes jogos supracitado sendo muito bons, devo admitir que ainda sinto falta dos bons e velhos games feitos com sprites e não polígonos. Fico com a sensação de que falta algo aos modernos Beat´em Ups. A mudança para 3D acabou tirando o charme desses games e penso que as produtoras poderiam muito bem fazer um misto de jogabilidade 2D com cenários 3D. Algo parecido com o que a Konami fez com o ótimo Contra: Shattered Soldier. Com o poder de processamento dos consoles atuais, inevitavelmente teríamos jogos divertidos e com cenários belíssimos.

relacionados


Comentários