Meio Bit » Arquivos » Games » O Dia-D para a Microsoft?

O Dia-D para a Microsoft?

20/03/2007 às 21:14

No meu primeiro post no Meio Bit, gostaria de comentar um pouco sobre a guerra na nova geração de consoles e sobre este dia que pode ser um dia chave para os planos da Microsoft.

Desde o lançamento do Playstation 3 o mundo aguarda algo que realmente chame a atenção dos jogadores. A Sony ainda não conseguiu convencer os consumidores de que o aparelho seja uma estação de jogo. Lá se vai meio ano desde o início das vendas e até agora nenhum jogo de grande expressão surgiu. É verdade que o anúncio do serviço Playstation Home chamou muito a atenção e é muito promissor, mas na verdade ainda é muito pouco.

Jogos! As pessoas querem jogos. E se puderem ter jogos de qualidade a um preço razoável, melhor. A própria Sony admitiu isso hoje dizendo que caso o PS3 fracasse, isso irá acontecer devido ao alto preço do console. Já circulam notícias na internet de que o aparelho terá seu preço reduzido em US$ 100 até outubro desse ano.

Agora some à isso as notícias bombásticas de hoje que revelam a perda de exclusividade da Sony para as franquias Devil May Cry e Ace Combat, além dos rumores que apontam Monster Hunter e Katamari Damacy no X360. Além disso, edição de abril da revista Game Informer confirma o boato de que a Microsoft irá lançar um X360 com HD de 120GB por US$ 479 (US$ 80 mais caro que a versão atual).

A sensação é de que a Sony do alto de sua arrogância pensou que o PS3 venderia devido ao nome, jogou o preço lá no alto, o que é até aceitável devido aos componentes usados na máquina, mas esqueceu que o principal concorrentes tinha uma base instalada forte.

Porém, a situação é simples de ser resolvida. Basta laçarem jogos de qualidade, só que isso não pode demorar mais dois anos para acontecer. Basta lembrarmos de algumas franquias poderosas que a empresa tem, como God of War, Gran Turismo e Metal Gear (este último, pelo menos por enquanto).

Parece que o céu resolveu cair na cabeça da gigante japonesa hoje e sinceramente, não consigo enxergar uma solução a curto prazo para o problema. E enquanto isso o tempo continua passando, a Microsoft vai se distânciando e a Nintendo segue comendo por fora com seu conceito de jogos causuais.

PS.: Ok! É óbvio que o futuro dos videogames não será resolvido por causa dos acontecimentos de hoje, mas temos que concordar que foi um dia atípico para a Sony.

relacionados


Comentários