Meio Bit » Baú » Software » França se rende ao Ubuntu

França se rende ao Ubuntu

12/03/2007 às 15:13

francesurrenders.JPG Não dá nem pra dizer que foi uma vitória difícil, mas os frogs (como chamam os ingleses) decidiram migrar a base de software proprietário do Governo para Software Livre. A primeira mudança parece ser no Parlamento, e no ano legislativo, que começa em Junho (e falam que político aqui não trabalha) os parlamentares e seus assessores estarão rodando micros novinhos em folha rodando Ubuntu.

As empresas responsáveis, Linagora e Unilog são especialistas em integração, e faturaram um bom trocado nessa brincadeira.

A ironia é que a justificativa para a migração, é a de sempre, a de todo mundo que não entende o conceito de Software Livre. O preço.

Convenhamos, uma migração em ambiente corporativo e controlado pode ser bem interessante economicamente, mas se você troca toda a sua base de computadores você economizou aonde, exatamente? Some a isso treinamento, suporte, manutenção, e você está gastando muito mais do que se não tivesse feito nada. Lembre-se, o XP tem suporte garantido até além do suporte inicial do Vista.

Uma das vantagens mais alardeadas do Linux é rodar em máquinas mais modestas que os Windows recentes, é aliás o melhor ponto-de-venda quando algum conhecido leigo insiste em que você instale o 98. "não vou gastar dinheiro com computador agora". Abrir mão disso é garantir que um chato vai postar em breve artigos como "mudança para Linux faz Parlamento Francês gastar US$150 mil em computadores novos", ou algo assim.

Via um site lá do Ubuntu

relacionados


Comentários