Meio Bit » Baú » Internet » Massa de Manobra, com muito orgulho

Massa de Manobra, com muito orgulho

10/03/2007 às 14:50

O conceito de comunicação viral está todo errado.

Vírus é um parasita. Um vírus não dá nada em troca. Ele usa, abusa e suga uma célula, usando-a para se reproduzir, enquanto o organismo espalha, sem saber, novas cópias do vírus para outras células e eventualmente outros organismos.

O que os marketeiros chamam de comunicação viral na verdade é uma simbiose. Há uma troca, o relacionamento é benéfico para ambos. Quando passamos adiante um vídeo "viral", passamos por achá-lo divertido, interessante, digno de ser divulgado. A maioria dos virais é, inclusive, assinada. O vídeo do Volks Polo, com o terrorista, é sensacional, assim como o do Ka malvado. Óbvio que é um comercial. Ninguém está sendo enganado, muito menos usado de forma excusa e subreptícia. (sempre quis escrever sureptícia).

Um vídeo simbiótico tem um GRANDE problema, em relação à comunicação tradicional: Não pode ser ruim. Em teoria eu poderia tirar fotos do meu umbigo e publicar na Veja, se tivesse dinheiro, mas gastaria uma fortuna para espalhar a imagem pela Internet com a força que um sanduiche-iche-iche foi espalhado. Assim os marketeiros e publicitários acabam com um problema maior, pois nada garante a "viralidade" de uma peça, e a qualidade é essencial, não mais algo apenas bem-vindo.

Vejamos por exemplo o vídeo abaixo, feito pela NBC para divulgar (precisa?) a série Heroes. É maravilhoso, estou rindo só de lembrar. Diz o BlueBus que já tiveram mais de 1,5 milhões de visualizações. Dizem que o custo foi de US$17 mil. Façam as contas.

link para o vídeo

Vejo um mercado enorme para agências ágeis, com produtoras especializadas em um visual "amador" (o que dá trabalho, diga-se de passagem) e capazes de botar no ar com questão de horas uma peça de oportunidade. Isso, claro, exige clientes igualmente ágeis.

Quanto a nós, pobres coitados manipulados pela mídia, que continuem nos manipulando, criando entretenimento de qualidade, gratuito e acessível. Blogueiros sem assunto também agradecem.

Via: BlueBus

relacionados


Comentários