Meio Bit » Baú » Games » Para criador, primeiro Assassin's Creed superou os demais

Para criador, primeiro Assassin's Creed superou os demais

03/08/2012 às 15:35

dori_assa_01.08.12

A série Assassin's Creed é um daqueles casos interessantes em que o primeiro capítulo foi criticado por várias falhas na sua estrutura, mas cujo conceito foi o suficiente para chamar a atenção de muitos jogadores, gerando várias continuações. Se você é um dos que não conseguiu encarar o game até o seu final devido as missões repetitivas, saiba que para o seu criador, Patrice Désilets, ele ainda é o que nos proporcionou mais liberdade.

Eu gosto do primeiro Assassin's Creed porque é o mais puro. Há muitas histórias que você pode ter, mas todas elas na sua cabeça. Você tem que criar a sua própria aventura, enquanto que no Assassin's Creed II nós criamos a aventuras para você e terá que segui-las.

Para mim, o primeiro é um brinquedo incrível. O segundo é um jogo real com regras e missões e é realmente preciso, mas pessoalmente, eu gosto da poesia do primeiro, ele é puro.

Atualmente trabalhando na THQ, Désilets admitiu que ao dar tanta liberdade ao jogador eles acabaram correndo o risco de que não presenciássemos alguns dos melhores momentos da aventura, como por exemplo uma passagem perto de Damasco, onde um sujeito está com 35 soldados diante dele e se o matarmos, aqueles soldados nos perseguirão. Para o game designer, aquilo se tornou a sua pequena história.

Não posso falar muito pois só joguei alguns poucos minutos do primeiro, mas o comentário me fez olhar para o game com outros olhos e agora até fiquei com vontade de me dedicar a ele e ver se consigo viver minhas próprias histórias no Assassin's Creed.

[via Edge]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários