Meio Bit » Baú » Internet » Internet banda larga chega a 100% de penetração. Na Coréia

Internet banda larga chega a 100% de penetração. Na Coréia

24/07/2012 às 14:15

dori__cor_24.07.12

Mesmo estando em 2012 e com algumas cidades do Brasil tendo internet de alta velocidade a preços acessíveis, ainda é possível nos depararmos com – muitos – casos de pessoas que sofrem na mão das operadores de telefonia que entregam serviços caros e/ou deficientes, isso quando não se veem em outra situação que não seja ter que continuar na pré-história, usando seus modem discado para ter acesso ao mundo.

Isso já seria motivo mais do que suficiente para nos indignarmos, mas então ficamos sabendo que há um lugar no mundo, mais precisamente a Coréia do Sul, onde os cidadãos, além de morarem num dos países com a internet mais rápida do planeta, agora podem se orgulhar de terem uma proporção de acesso a internet de banda larga em relação ao número de habitantes marcando 100,6%.

A informação foi divulgada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD) e o salto foi bastante significativo, já que no ano passado o número era de “apenas” 89,8% e para entender melhor, para chegar a este resultado é levada em consideração várias tecnologias, como redes de celular de terceira e quarta geração, banda larga e Wi-fi.

Um dos pontos chaves para ter um boa avaliação são os telefones celulares e como na Coréia do Sul a utiulização de smartphones ultrapassa a marca de 50%, é fácil entender a façanha, que inclusive tem feito muita desenvolvedora de aplicativos para esses aparelhos voltarem sua atenção para o país.

O mais impressionante é que o número é quase o dobro da média (54,3%) registrada pela entidade, que em seu quadro conta com países como os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Alemanha. As outras nações que também possuem motivo para se orgulhar é a Suécia (98%), Finlândia (87,8%) e Japão (82,4%).

Portanto, quando você for comprar um chip para o seu celular e descobrir que a venda está proibida ou não conseguir conexão porque o serviço que nos é oferecido está longe do ideal, lembre-se que poderia ter nascido na Coréia do Sul.

[via The Next Web]

relacionados


Comentários