Meio Bit » Baú » Hardware » Projeto Sputnik: 2013 tem tudo pra ser o Ano do Linux na Dell, só que não

Projeto Sputnik: 2013 tem tudo pra ser o Ano do Linux na Dell, só que não

19/07/2012 às 21:02

XPS_13

As especificações são dentro do padrão: Um Ultrabook de 13 polegadas, processador Intel Core i7 a 1.6GHz, 4GB de DDR3, SSD de 128GB. Não tem Ethernet, algo que enfureceu muita gente no MacBook Pro Retina, mas agora que perceberam que a Dell já não disponibilizava desde Fevereiro pelo menos, se tornou aceitável.

Menos aceitável é não ter VGA ou HDMI, tornando a utilidade multimídia do aparelho um tanto limitada. Quanto ao leitor de cartão, alguns consideram sua ausência um demérito, eu considero gastar R$5,00 em um leitor um problema menor.

O equipamento não é recente, não é lançamento mas nem de longe é algo ultrapassado. Dá pra ser feliz com um bicho desses, e talvez por isso a Dell o tenha escolhido pro Projeto Sputnik, onde tentarão mais uma vez empurrar disponibilizar uma solução Linux para o consumidor final.

Por enquanto você tem que baixar do site (olha que prático) uma imagem e instalar, em dual boot, se quiser, o Ubuntu. Em breve será possível comprar um ultrabook desses com Ubuntu já instalado.

A idéia da Dell é capitalizar no desinteresse do consumidor em relação ao Windows 8, como (não) capitalizaram quando do lançamento do Windows Vista.

Respeitosamente acho que não vai dar em nada. Primeiro, TODAS, TODAS as tentativas da Dell em emplacar Linux para consumidor final foram um redondo fracasso, com o produto descontinuado em poucos meses. Segundo, o público está muito, MUITO satisfeito com o Windows 7, quem não quiser o Windows 8 vai procurar computadores com o 7, não com outro sistema qualquer.

Em terceiro, o preço. US$1.370,00 é puxado pra um usuário Linux. Veja bem, não estou dizendo que são esfomeados (mas também não disse que não são), mas o grande sucesso (momentâneo) do Linux foi com os netbooks, quando sua enxutez tornou úteis equipamentos fracos demais para rodar um Windows da vida.

O Linuxeiro heavy user NUNCA vai condicionar a compra de um notebook ao lançamento do Windows 8, e o resto, bem… entre um Ultrabook Linux a US$1.370,00 e um MacBook Pro de US$1.199,00, eu prefiro pegar o MacBook e rodar o Linux via DualBoot ou Parallels.

Fonte: ET

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários