Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Estamos ficando "overgadgeted"?

Estamos ficando "overgadgeted"?

11/07/2012 às 13:35

Creio que a palavra não exista, mas fazendo um leve exercício de abstração rapidamente encontramos um significado: temos gadgets demais. Chegamos num ponto onde temos tantos eletrônicos em casa, que há uma certa dificuldade em encontrar o papel que cada um exerce em nossa rotina. O próprio mercado não ensina isso direito, fazendo com que uma verdadeira salada de opções se forme na mente do consumidor. Excesso de opções, em alguns casos, é pior do que não ter opção.

É comum encontrar pessoas que possuem smartphone, tablet, notebook e pc ou iMac, além de um console portátil como Nintendo DS ou o mais novo PS Vita. Problema: como arrumar tempo e organizar a sua lista de afazeres de maneira que todos os equipamentos sejam contemplados com alguns minutos do seu precioso dia recebendo um carinho dos seus dedos (epa!)? É muito complicado. A "necessidade" que sentimos em ter alguns eletrônicos acaba virando pó após algumas semanas, quando percebemos que aquele gadget que tanto queríamos não é ligado há semanas e quiçá sequer sabemos onde ele está. Foi-se o tempo onde tínhamos um único gadget principal, que era tão especial que sempre sabíamos onde ele estava (provavelmente em nossa mão).

Ainda não podemos, na maioria dos casos, substituir um ou outro. Apesar de caminharmos a passos largos para convergência dos serviços e computação na nuvem, digitar uma monografia num tablet é praticamente impossível, se você deseja manter a sua sanidade. Da mesma forma que é muito mais cômodo ficar com ele deitado na cama, no lugar de usar o notebook. Ou seja: estamos gastando um monte de dinheiro em eletrônicos modernos e caros, que irão nos atender em pouquíssimas ocasiões por pouquíssimo tempo. É como ter piscina em casa.

Um paliativo para esse transtorno, que não chega exatamente a ser um problema, já que ninguém é obrigado a comprar nada, é um equipamento que consiga contemplar o máximo de atividades possíveis (Esse conceito foi implementado com sucesso nos MP3 Players, que viraram MPTudo. Gravam voz, tocam música, tem rádio, passam vídeos, etc). Esse equipamento ainda não surgiu no mercado, mas no momento em que uma empresa qualquer conseguir achar a fórmula mágica e desenvolver um gadget que consiga unir o melhor de todos esses universos, ganhará na loteria.

E eu estarei na fila para comprar um.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários