Meio Bit » Baú » Software » Software Livre mas nem tanto: Novell pode ser banida de vender Linux

Software Livre mas nem tanto: Novell pode ser banida de vender Linux

04/02/2007 às 3:24

taliban.jpg Muita gente (leia-se Red Hat, Ubuntu, etc) não gostou do acordo Novell/Microsoft, onde a Microsoft daria suporte a produtos Linux Novell, seriam feitos esforços para aumentar a interoperabilidade e foram intercambiadas licenças de propriedade intelectual, onde a Microsoft se comprometia a não processar clientes da Novell que violem determindas patentes da Microsoft, e vice-versa.

O mercado corporativo adorou o acordo, as ações da Novell dispararam, mas pelo visto o pessoal mais xiita não gostou.

Agora a Free Software Foundation, comandada pelo Michael-Moore-Nerd Richard Stallman está criticando abertamente o acordo, dizendo que irão tomar as atitudes necessárias para impedi-lo.

A Free Software Foundation detém componentes-chave do Linux, basicamente a parte "GNU", que não é Unix mas é essencial. Em uma deliciosa ironia, irão usar a legislação de propriedade intelectual para tentar impedir o acesso da Novell ao Linux, no caso o Suse, comprado por eles e no qual já foi investido muito dinheiro.

É admirável como o discurso em defesa da liberdade vai por água abaixo, quando algo não agrada. A FSF está literalmente jogando fora anos de militância, mostrando sua verdadeira cara, ao agir da mesma forma que a RIAA e outras entidades reconhecidamente malignas.

Em resumo, é Free Software Foundation desde que o Free Software esteja dentro dos interesses deles. Você é livre para usar, compilar, vender e distribuir, desde que mantenha uma cópia da licença GNU, redistribua os fontes e trabalhe com quem nós acharmos adequado. Do contrário o Free não é mais free, e nos vemos no tribunal.

Parabéns, FSF. A Microsoft agradece. Nas palavra do Filósofo Fabião, essa liberdade é o "Free as Sex", enquanto você não encosta no fiofó da moça, ela te dá o que você quiser. Mas chegue perto de onde não deve...

Fonte: Reuters

relacionados


Comentários