Meio Bit » Baú » Indústria » A AMD vai morrer na praia?

A AMD vai morrer na praia?

03/02/2007 às 3:31

[img_assist|nid=10218|link=none|align=right|width=400|height=381] A AMD comemorou o resultado do último ano: conquistou 25,3% do mercado de desktops e impressionantes 65,5 de servidores x86 multi-processados. Recorde histórico.

No entanto, teve um prejuízo de US$ 574 milhões. Desse valor, US$ 550 milhões estão relacionados diretamente à compra da ATI, mas, de qualquer forma, sangrou.

Agora, vejamos: o lucro da Intel foi de US$ 1,5 bilhão. E isso, apesar de uma leve perda na participação de desktops ( ficou com 74,4% do mercado ). Hoje, a Intel tem o melhor processador, o melhor processo produtivo e gera lucro. A AMD depende de parceiros como a IBM para produzir seus chips em 45nm.

A Intel planeja produzir seus chips com transistores de 32nm em 2009. A AMD não tem previsão. Ambas estão numa guerra acirrada de preços e os antigos parceiros fiéis ( Dell e Sun, por exemplo ), estão jogando dos dois lados, barganhando por ofertas.

O ponto é o seguinte: a Intel está longe de dar prejuízo, tem o melhor processador hoje, já tem três fábricas prontas para produzir chips em 45nm ( mais baratos e rápidos ) e prevê para daqui a dois anos outro salto no seu processo de produção. A AMD deu prejuízo este ano, depende de parceiros ( onde se divide o lucro ) para produzir chips menores, ainda não lançou uma resposta aos "Conroe" e nem tem previsão de melhorar seu processo de fabricação. Sem contar que tem um décimo do tamanho da gigante.

Quem terá mais fôlego?

[via TGDaily]

relacionados


Comentários