Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Rapidinhas de Fim de Semana - 0003

Rapidinhas de Fim de Semana - 0003

17/06/2012 às 19:32

Japão inventa o Tatarataratarataravô do Bender

bender-rapidinhas Bender Bending Rodriguez é talvez o melhor personagem de Futurama; um robô criado para dobrar vigas de aço. Não muito versátil, mas se orgulha do que faz: “Posso dobrar uma viga em qualquer ângulo. 30 graus, 32 graus, 31…”. Movido a álcool, não fosse sua obsessão em matar todos os humanos Bender seria uma maravilha tecnológica, então é um espanto ver que 1000 anos antes de seu tempo, nós (ou os japoneses, o que coloca a coisa só 500 anos no passado) criamos um robô dobrador de… coisas, veja que legal! (Claro, o robô japonês não bebe, não fuma não sai com roboprimas e não matou nenhum humano. O verdadeiro Bender não o consideraria tão legal assim.)

Tão real que parece até 3D

teapot-rapidinha Uma das coisas que me impressionou na Autodesk foi descobrir que a maior parte das imagens de carros que vemos em anúncios e comerciais são CGI. Isso deve deixar muito purista irritado, como ficam os que reclamam de efeitos especiais em cinema. Roam-se, efeitos ampliam a possibilidade de contar histórias, não diminuem. Mesmo assim computador não é solução pra tudo, mesmo George Lucas usou sal para fazer as cachoeiras de Naboo no Star Wars Episódio 1. O Marmelade é um estúdio de efeitos visuais da Alemanha, especializado em filmagens em alta velocidade, e conseguem resultados lindos, dignos de um Maya ou Softimage da vida. E mais: Desenvolveram um operador-robô para movimentar câmeras em alta-velocidade, conseguindo assim imagens em câmera super-lenta, em movimento. Assista, é lindo!

Siri mostra que a Humanidade está nos detalhes. E que detalhes!

siri-rapidinhas Ser humano é muito mais que entender perfeitamente uma frase, há uma enorme quantidade de informação que processamos e associamos, dentro de modelos em nossos cérebros. Um robô não ligará se você estiver comendo pizza e pedir “passe o óleo de máquina”, já um humano reagirá com um “ahm?”. A Apple está programando essas “sacações” na Siri, e ela está rompendo o abismo entre o que você falou e o que você quis dizer. Vejam este exemplo que está rodando as Interwebs:

siri2-rapidinhas

Uma da manhã, o sujeito pergunta da agenda pro dia seguinte. Siri responde que como passou da meia-noite (e não estão no meio do dia, provavelmente) ela prefere perguntar se é de amanhã amanhã ou amanhã depois que o Sol nascer, que é quando eu e um monte de gente consideramos “amanhã”.

Não é preciso um cérebro positrônico, 4 ou 5 linhas de código e pronto, temos uma flexibilidade digna de uma boa secretária humana.

Quer dizer que a Siri vai dominar o mundo? Provavelmente não, mas os filhos dela com certeza.

Android Samsung Galaxy S III – Cuidado para não segurar errado

jobs-rapidinhas Depois do fiasco de relações-públicas do iPhone e o antenagate esperava-se que os fabricantes corressem atrás de novos designs, tentando achar pontos de não-contato onde colocar a antena dos celulares, deixando que os consumidores achassem que só a Apple era obrigada a respeitar as Leis da Física. Não foi o que aconteceu, mas é estranho que nada seja feito sequer para minimizar esse tipo de problema.

Vejam por exemplo esta imagem do manual do Galaxy S III:

galaxy23-rapidinhas

A antena principal, que você não deve tocar, ocupa toda a traseira inferior do aparelho. Se fosse pro mercado japonês eu entenderia que o celular poderia ser manipulado com tentáculos, mas não encostar a palma da mão na bunda do bicho é virtualmente impossível.

Claro, o aviso pode ser –e provavelmente é- apenas precaução, mas mesmo assim a possibilidade é desanimadora. Será que é hora de voltar às anteninhas retráteis, iguais aos antigos Nokia e Motorola Elite? (fonte)

O Problema do Malandro é achar que todo mundo é otário

geniosdocrime-rapidinhas Esses dois boas-pinta da foto são Pawel Loboz e Joseph Grabenhofer, espertões de Chicago que tentaram o velho golpe do Submarino Inverso. Imaginando que os funcionários da Sears eram tão incompetentes, relaxados, manés e desqualificados como eles, o GÊNEOS planejaram o golpe do século: Compraram um tablet, foram para os fundos de uma construção, encheram a caixa com pedras e voltaram para a loja, tentando cancelar a compra.

Primeiro eu desconfiaria quando os espertões compraram um tablet Samsung, e não um iPad. Só sei que na maior cara-de-pau colocaram a caixa cheia de pedras e pediram os mais de US$400,00 de volta. Tá certo que a Sears trabalha no conceito “sem perguntas” na hora de cancelar vendas, mas está meio que implícito que você tem que devolver o produto.

Como o sujeito que atendeu os dois era muito mais inteligente (afinal tinha um emprego) abriu, olhou e chamou a segurança. Presos os manezões responderão por tentativa de roubo E terão que ficam com o tablet Android que compraram. Dura Lex Sed Lex. (fonte)

E por falar em malandro…

espertao-rapidinhas Vejam que beleza este caso que o Techcrunch desencavou, provando a regra de que para todo golpe dar certo é preciso dois querendo se dar bem: Um sujeito na China viu um ofertão: Um HD externo Samsung por US$35,00. Chinês otário, errou no preço, si dei bem. Deu, até chegar em casa, reparar que seu HD externo de 160GB não era o que parecia. Primeiro, “made in Hong Kong”. Ninguém fabrica HDs em Hong Kong. Segundo, não funcionava. Abrindo, ele se depara:

hddomal

Não é nem novidade, a falsificação de qualquer coisa gera bilhões para picaretas chineses. Não dá para esquecer do russo que comprou um HD externo por um preço “muito, muito barato” de uma loja chinesa, apenas para descobrir que seus 500GB eram um pendrive de 128MB, junto com uma mensagem subliminar quase poética:

hddomal2amissao

Portanto, ficadika, meninos e meninas: Se algo parece bom demais pra ser verdade, geralmente é, e todo mundo que te chama pra um negocião não explica que é do ponto de vista dele, não seu.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários