Meio Bit » Baú » Hardware » Robô esquartejador de carneiros. Estranhamente não é japonês

Robô esquartejador de carneiros. Estranhamente não é japonês

12/06/2012 às 18:41

puxa-frango

Como qualquer loura falsa pode dizer, esfolar e desossar um animal de porte médio não é tarefa fácil, consome mão de obra especializada e produz resultados pouco uniformes. Infelizmente (ou felizmente, para os carneiros) esse tipo de trabalho não é fácil de automatizar.

Existe até um termo técnico, “problema da carcaça variável”, e se para um humano é simples pegar um carneiro ou porco e identificar os pontos de corte, independente do tamanho, para robôs é uma tarefa bem, bem complexa. Exige inteligência artificial, tecnologia de sensores e no caso desse equipamento desenvolvido pela Scott Technology da Nova Zelândia, até Raios-X.

Sério, eles identificam cada deliciosa costelinha do bicho…

costelinhadomal

É uma solução high-tech para algo que é feito apenas no olhômetro desde tempos pré-históricos, mas dotar um robô de visão de raio-x é mais fácil do que explicar que um carneiro é maior que o outro.

A linha de montagem dos caras é linda, conseguem cortes uniformes como nunca vi no meu supermercado, onde o trabalho é feio por mão-de-obra de má-vontade, veja só:

Claro, se você tem fobia de instrumentos cortantes, e não quer ter pesadelos imaginando um filme de terror onde alguém é colocado em uma máquina dessas, seria melhor não ter assistido, mas agora é tarde.

Em um mundo ideal bastaria programar no cérebro positrônico do equipamento as 3 Leis da Robótica, mas como o bicho quase não consegue nem distinguir um carneiro de outro, ainda estamos longe disso, mas imagino que como até hoje só quatro pessoas foram mortas por robôs, as medidas de segurança devem ser bem severas.

PS: Você não achou mesmo que o Japão ficaria de fora, né? Veja que lindo só que não este robô japonês usando uma faca para desossar um pernil. Sim, meu caro, Matrix 3 é pura ficção, jamais sobreviveremos ao Apocalipse Robótico.

relacionados


Comentários