Meio Bit » Baú » Fotografia » Porta-retrato digital: Fadado ao fracasso

Porta-retrato digital: Fadado ao fracasso

A indústria está começando a soltar toneladas de modelos de porta-retratos digitais. Originalmente era muito caros, um desses no Brasil custava mais de R$1000,00, o que é um absurdo, visto

22/01/2007 às 5:33

portaretrato.jpg

A indústria está começando a soltar toneladas de modelos de porta-retratos digitais. Originalmente era muito caros, um desses no Brasil custava mais de R$1000,00, o que é um absurdo, visto que a idéia era substituir uma moldura de prástico e um vidro vagabundo, made in china.

Quando o valor atingisse um preço razoável, a vantagem de poder ter dezenas (às vezes centenas) de fotos em um único porta-retratos se tornaria atraente. Modelos com leitores para cartões de memória fariam com que o produto funcionasse de forma intuitiva para o público que não entende nem gosta de fuçar gadgets.

Aí a indústria pisou na bola. Ao invés de baixarem os custos com produtos simples e funcionais, começaram a complicar. O modelo da foto é o Linx Digital Photo Frame Photo8W, custa aproximadamente US$197,00 e tem:

  • Zoom in, Zoom out e rotação de tela
  • Controles de brilho, cor, contraste
  • Alto-Falantes estéreo
  • Toca áudio MP3 / WMA
  • Exibe vídeos MPEG1, MPEG2 e MPEG4
  • Display em 8 idiomas
  • Saída de áudio e vídeo
  • Controle-remoto

Perfeito, mas eu só quero ver minhas fotos. Melhor ainda, quero dar isso de presente para alguém que não tenha computador em casa, mas que saiba ligar uma tomada. Se uma moldura dessas custasse uns US$30,00 eu teria várias, mas não acho lógico pagar por um monte de recursos que não vou utilizar.

É uma pena ver essas empresas indo na contramão dos fabricantes de máquinas digitais, que cada vez mais tornam a experiência digital próxima à que o consumidor estava acostumado, com os equipamentos tradicionais. Tecnologia é ótimo mas tudo tem sua hora.

relacionados


Comentários