Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Ping prestes a bater as botas, mas não vamos falar mais sobre isso

Ping prestes a bater as botas, mas não vamos falar mais sobre isso

04/06/2012 às 11:36

Katy-Perry

Um dos fenômenos mais interessantes do haterismo anti-apple é que os fãs da empresa reconhecem muito mais seus fracassos do que os que a odeiam. É questão de honra entre todo mundo que se acha bom demais para ter um iPhone repetir ad nauseam que seu <insira celular ou SO ou MP3 player xing-ling aqui) é muito melhor que o produto da Apple, e que os fanboys dela aceitam qualquer lixo, não tem critério, etc, etc.

Do outro lado, temos o Apple Cube, o Newton, o 1o Macbook AIr, o iPod Nano com câmera, a Apple TV (essa tá na marca do pênalti) e vários outros produtos, podemos ir até a Lisa, se for o caso.

Também temos o Mobile Me, e agora o Ping, que não é só o chinesinho da Foxconn que montou meu iPhone, é também a rede social de música que a Apple tentou a todo custo emplacar, mas cuja resposta popular fazem o Google+ parecer um sucesso retumbante.

Mesmo usando celebridades como a Katy Perry (viu como a foto não foi gratuita?) ninguém deu bola. Talvez a idéia de uma rede social dentro do iTunes não seja realmente atraente…

Agora, no último All Things Digital, Tim Cook bateu o prego no caixão:

“Nós tentamos o Ping e acho que os consumidores votaram e disseram que não é algo que devamos investir um monte de energia”

Ele também deu a entender que o iOS 6 virá com uma integração maior com o Facebook, provavelmente parecido com a que tem com o Twitter.

Para alguns isso é um reconhecimento de fracasso, mas é confortável, ao menos para a Apple, pois os consumidores leais querem (e terão) melhores serviços (a integração com o Twitter é ótima) e os haters imediatamente esquecerão que o Ping foi uma bela bola-fora, para poder dizer que nós compramos e usamos tudo que Cupertino mandar.

Fonte: TR

relacionados


Comentários