Meio Bit » Baú » Fotografia » Canon EF 85mm f/1,8 USM - teste prático

Canon EF 85mm f/1,8 USM - teste prático

29/05/2012 às 12:31

Eu sou um fã de lentes com distância focal fixa, as chamadas lentes Prime. A 50mm é uma que não sai de minha bolsa e é utilizada em quase todas as situações em que saio para fotografar. Porém, ela não é ideal para executar um bom retrato. Embora a nitidez seja elevada a distância focal ainda causa um pouco de distorção na pessoa fotografada. A solução seria algo um pouco mais perto dos 100mm. Aliando qualidade de imagem e um preço não tão salgado, encontramos a Canon EF 85mm f/1,8 USM. Teoricamente, ela deve manter a mesma qualidade da 50mm, um diafragma generoso, uma ótima distância focal para retratos e um preço que não vai destruir o fígado de ninguém. Tomada a decisão encontrei um vendedor bem qualificado e com o produto a disposição (sim, utilizei o Mercado Livre) e agora estou com meu novo brinquedo em mãos.

Assim que tirei da caixa a primeira impressão foi muito positiva. A lente é compacta, um pouco maior do que a EF 50mm f/1,8, e também muito leve. O corpo da lente é bem construído e me deixa muito feliz o anel de foco manual ficar disponível mesmo a lente estando em foco automático. As primeiras fotos me mostraram uma ótima nitidez e um desfoque bonito ao fundo garantido pelo diafragma de 8 lâminas. Em f/1,8 a nitidez cai um pouco, porém ainda pode ser utilizado normalmente em situações de emergência. Em algumas imagens também notamos uma leve vinheta em abertura máxima. Porém tudo fica magnífico com a abertura f/2,8 podendo ser utilizada sem medo de ser feliz. Outro ponto positivo é a velocidade do autofocus garantida pelo motor USM. A compra da lente, para mim, foi motivada pela possibilidade de fazer retratos (estúdio e externo), casamento (sem flash), shows e peças de teatro. Até o momento parece que ela vai se dar bem em todas essas categorias.

Já que a lente estava na mão e no dia seguinte que ela chegou tínhamos uma sessão de fotos publicitárias para fazer, decidi levar ela para ver o comportamento em estúdio. Aqui fica o aviso. Testes de lentes com parâmetros técnicos podem ser encontrados aos montes pela internet e em publicações voltadas para fotografia. Aqui passo apenas a impressão que um usuário teria ao comprar uma lente nova, que a meu ver, é o que interessa ao leitor do Meio Bit. Tomado esse cuidado vamos ver o que aconteceu.

Em estúdio, utilizar a lente pode ser o paraíso ou o inferno. Paraíso por conta do rendimento. Ótima nitidez e velocidade de autofocus como só as lentes da Canon podem oferecer. O lado ruim é realmente a distância focal. Se o estúdio for pequeno você não vai conseguir enquadrar mais do que meio corpo da modelo. Lembrando que a distância mínima de foco da lente é de 0,85m. O local onde fiz essas fotos (a loja do cliente) tinha apenas 6 metros de comprimento. Tirando a distância que a modelo tinha que ficar do fundo, o enquadramento acima foi o máximo conseguido com a lente nesse ambiente. Mas, gostei muito do resultado. As fotos acima foram feitas com ISO 200, obturador em 1/160 e diafragma em f/16. Não houve edição nas imagens, somente a conversão de RAW para JPEG (desculpe meninas, hehe). Abaixo um pequeno detalhe do primeiro retrato.

Outra grande vantagem da lente é sua grande abertura de diafragma. A indicação dessa utilização é para ambientes com baixa iluminação ou locais onde o uso do flash é proibido (teatro e shows). A baixa profundidade de campo gerada pelas grandes aberturas também pode ser utilizada para um belo Bokeh. Só lembrando que em f/1,8 a perda da profundidade de campo é tão poderosa que é difícil manter todo o rosto de uma modelo focado. O indicado, para retratos, é que a modelo fique um pouco mais afastada e você comece a trabalhar em f/2,8 para cima. Abaixo um pequeno exemplo de foto em ambiente pouco iluminado.

O Perna Longa está em uma sala com uma pequena luz fluorescente. A foto foi feita com velocidade de obturador em 1/50, abertura de diafragma em f/2,8 e velocidade ISO 1600. Notem o desfoque no fundo da imagem. Mesmo nessa condição de luz, diafragma aberto e ISO elevado, a nitidez se mantém aceitável. O último teste que fiz com ela antes de me convencer que fiz uma boa compra foram fotos ao ar livre, da natureza, para comprovar a qualidade da cor e do contraste.


Boa representação de cores e contraste também nessa situação. Óbvio que mesmo com um bom custo benefício a lente não tem o mesmo rendimento de uma lente da série L (profissional da Canon), mas para quem não pode pagar o preço exigido por uma lente dessas, a EF 85mm f/1,8 pode ser uma ótima pedida para começar a melhorar a qualidade ótica do seu kit de equipamentos. A lente é vendida no site da Canon no Brasil pelo preço de R$ 1.999,00. No Mercado Livre a média de preço fica entre R$ 1.000,00 e R$ 1.200,00.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários