Meio Bit » Baú » Hardware » Governo, incrivelmente não o brasileiro, compra roteadores de US$ 22 mil para escolas com 2 computadores

Governo, incrivelmente não o brasileiro, compra roteadores de US$ 22 mil para escolas com 2 computadores

Um negócio bizarro: por que West Virginia gastou 22.600 dólares em roteadores para pequenas bibliotecas?

18/05/2012 às 12:29

ciscodomal

Alguns meses atrás o Fantástico denunciou um esquemão gostoso, uma empresa vendia projetos de implantação de internet para prefeituras, principalmente João Pessoa, cobrava um horror e ainda por cima não funcionava. Nisso ao menos o esquema descoberto nos EUA é superior. Lá a Internet funciona, e muito bem. Bem até demais.

É o mínimo que se espera de um Cisco 3945, roteador parrudo, indicado para campi de faculdades e empresas grandes. A um custo de US$ 22.600 por unidade, tem que ser. Só que para o Governo da West Virginia é o equipamento ideal para pequenos escritórios governamentais e bibliotecas rurais em alguns casos com UM computador.

Foram comprados 1.064 unidades, num total de US$ 24 milhões, deixando algum vendedor da Cisco muito feliz. A idéia foi aproveitar uma grana Federal de um projeto de fomento à Internetificação, ou alguma palavra que exista.

Pegos com as calças curtas, os responsáveis vieram com várias justificativas. Uns disseram que querem uma estrutura “future proof”, coisa que um roteador de US$50 não proveria. Outro justificou dizendo que o custo de determinar as necessidades individuais de cada escola ou biblioteca sairia mais caro do que apenas instalar o Cisco 3945.

É, não colou comigo também. Enquanto isso o Comitê de Energia e Comércio do Congresso chamou os responsáveis para esclarecimento, e está sendo bem divertido para os deputados republicanos pular na garganta dos incompetentes (ou corruptos, não boto mão no fogo). Ainda mais em ano eleitoral.

Pena que aqui a gente tem memória curta demais pra dar prosseguimento da mesma forma.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários