Meio Bit » Baú » Games » Título multiplataforma impediu continuação de Titan Quest

Título multiplataforma impediu continuação de Titan Quest

16/05/2012 às 13:35

dori_tit_15.05.12

O Diablo III já está entre nós, mas durante muito tempo algumas desenvolvedoras tentaram concluir a dura missão de lançar um game que conseguisse divertir os fãs da série da Blizzard e uma das que obteve um bom resultado foi a Iron Lore com o seu Titan Quest.

Aquele jogo manteve muita gente ocupada ao nos colocar num mundo tridimensional onde deveríamos aniquilar hordas e mais hordas de monstros em ambientes como a Grécia Antiga ou mesmo sobre as muralhas da China e embora ele tenha conquistados um bom número de fãs e ganhado uma expansão, uma verdadeira continuação nunca existiu. Agora Arthur Bruno, ex-funcionário do extinto estúdio explica o motivo.

Eles [a Iron Lore] esperavam fazer uma sequência e estavam preparando o terreno para isso quando a THQ basicamente lhes disse que não tinham interesse em outro jogo exclusivo para PC e queriam ver uma nova propriedade intelectual multiplataforma. Então eles mudaram o rumo, começaram a trabalhar num novo RPG de ação multiplataforma em terceira pessoa. Era como um Oblivion misturado com Gears of War. Era semelhante ao recém lançado Kingdoms of Amalur, com uma ambientação mais sombria.

A coisa foi para o espaço de vez quando a THQ começou a se interessar em comprar a Big Huge Games e com a contratação de Ken Rolston, game designer responsável por alguns capítulos da série The Elder Scroll, o estúdio foi incumbido de desenvolver um RPG que depois se tornaria o próprio Kingdoms of Amalur, fazendo com que o projeto Titan Quest 2 fosse engavetado. Como os diretos da marca pertencem à THQ e sem dinheiro no caixa, restou à Iron Lore fechar as portas.

Sei que lamentar uma sequência para um jogo assim pouco após o lançamento do Diablo III é pedir para ser criticado, mas ainda assim, eu gostaria de jogar um novo capítulo da franquia.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários