Meio Bit » Baú » Games » Sem jogo, nem reembolso: loja australiana GAME não vai reembolsar compradores da pré-venda de Diablo 3

Sem jogo, nem reembolso: loja australiana GAME não vai reembolsar compradores da pré-venda de Diablo 3

15/05/2012 às 13:06

Quem aí conhece a GAME? Para quem não manja, trata-se de uma cadeia de lojas de produtos relacionados aos videogames, localizada na Austrália. Pense "GameStop", só que com mais cangurus etc. Pois é, se você é fã de Diablo e pagou a pré-venda do jogo na rede australiana, tenho uma péssima notícia: te ferraram. Violentamente.

Já não é de hoje que a GAME andava mal das pernas: a baixa quantidade de vendas em títulos que poucas pessoas querem acabou fazendo com que os donos da cadeia, na manhã de hoje, entrassem com o que o idioma inglês chama de "administration" - ou seja, uma quase-falência. O problema é que ainda haviam compras pendentes: a GAME é uma das redes varejistas que estavam oferecendo Diablo 3, da Blizzard, em pré-venda - e quem comprou não verá reembolso.

A seguinte mensagem foi enviada aos e-mails dos compradores em questão:

Devido à indicação de um auditor para os nossos negócios nesta manhã, é com pesar que venho informá-lo de que nenhuma de nossas lojas receberá o jogo 'Diablo 3' para nossos estoques. Por causa disso, lamentavelmente não poderemos cumprir com a entrega de pré-vendas. Também informo que, pelo mesmo motivo, não poderemos reembolsar os depósitos adiantados, feitos para a compra antecipada de Diablo 3. Se houver a necessidade de maiores informações, envie um e-mail para [email protected]

Ainda sentado? Continue assim porque lá vem outra pedrada: o dinheiro que não será reembolsado também não poderá ser usado na aquisição de outros jogos - lançados ou em pré-venda - nem tampouco servir de acúmulo de "créditos" em qualquer loja porque, bem, logo não haverá mais loja. A grosso modo, você jogou dinheiro pela janela.

Até o momento, isso nada influencia no Brasil, já que, na maior parte dos casos, quem importa jogos para cá o faz do mercado estadunidense. Isso, e o fato de que a legislação australiana barra a entrada de jogos mais violentos no país - MadWorld é um exemplo. Logo, o estoque das lojas GAME não era o mesmo do que se via em uma GameStop ou, para se usar um exemplo nacional, UZ Games. Mesmo assim, não deixa de ser algo a se abrir os olhos.

Fonte: Kotaku AU

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários