Meio Bit » Baú » Internet » Cicarelli a galinha dos ovos de ouro...

Cicarelli a galinha dos ovos de ouro...

08/01/2007 às 20:07

Pensava que a Internet fosse um território livre e democrático. Achava maravilhosa a liberdade de expressão dominante no meio. Era a modernidade, o futuro! Será que o futuro convergirá no passado?

Minha educação pode não ter sido em colégios suíços, mas posso dizer que tive berço, não de ouro mas tive, e bastantes experiências culturais mundo à fora. Dentro dos meus princípios não deveríamos fazer "obscenidades" em locais públicos. Isso sempre foi atentado ao pudor, não sei se a lei mudou.

Falando em público, aprendi que o que é publico não tem dono, que na rua devemos respeitar o próximo e seguir os códigos de conduta e moral. Mesmo em tempos modernos, existem conceitos que perduram e devem ser respeitados. Nunca soube de Paris Hilton, Britney Spears e cia., processarem alguém quando fotografadas sem calcinha.

Se eu mato alguém no meio da rua, sou filmado e publicam o vídeo no Youtube, poderei processar o autor por invasão de privacidade? Claro que não! Certamente, isso será usado contra mim em qualquer tribunal que se preze.

Minha maior dúvida é a seguinte: por que essa inversão de valores no caso da Cicarelli? Porque não mover uma ação coletiva por atentado ao pudor, contra a dita? Afinal sua imagem está ajudando a alastrar a pornografia pelo território livre da Internet.

O Youtube é um site que proíbe a pornografia no seu Termo de Uso. Quantas crianças não acessam o site? Quantos pais e mães não tiveram seus filhos expostos a tal baixaria? Dentro de toda a minha ignorância, só consigo enxergar que o MP esteja usando esse caso para demonstrar, publicamente e abusivamente, seu poder. Pena que na contra-mão.

Enquanto isso Dona Cicarelli é a única que ganha com tudo isso. Quem pagará o prejuízo dos anunciantes brasileiros que pagaram para veicular seus anúncios no Youtube?

Lastimável essa tentativa de golpe à democracia. Hoje sinto um pouco do que meus pais sentiram em 1964, um pouco sem lenço ou sem documento.

por: Diego Cox

relacionados


Comentários