Início » Arquivos » Brasil » Funcionários da Foxconn em Jundiaí ameaçam entrar em greve

Funcionários da Foxconn em Jundiaí ameaçam entrar em greve

Trabalhadores reclamam de alimentação e transporte.

Paulo Higa Por

A fama da Foxconn não é das melhores na China, onde concentra grande parte da sua linha de produção. No Brasil, com leis trabalhistas rigorosas e até elogios vindos do Sindicato dos Metalúrgicos, era esperado que a unidade em Jundiaí, onde são fabricados produtos da Apple, não sofresse com muitas reclamações dos trabalhadores. Não foi o que aconteceu, infelizmente.

O Jornal de Jundiaí noticiou ontem (25/4) que os 2,5 mil trabalhadores da fábrica da Foxconn na cidade podem paralisar suas atividades no dia 3 de maio. O prazo é de dez dias após as denúncias feitas na noite de segunda-feira (23/4), quando empregados se reuniram em uma assembleia e reclamaram de falta d’água, problemas sérios no transporte e refeição de péssima qualidade.

Foxconn tem até o dia 3 de maio para melhorar alimentação, contratar mais ônibus e resolver problema de falta d'água.

Um dos diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí e Região, Evandro Santos, revelou que os problemas estão se acumulando e, na semana passada, não havia água nem para preparar as refeições. A alimentação, inclusive, é outro problema — de acordo com os funcionários, a comida não é das melhores. A falha é agravada com as longas e demoradas filas de espera. No dia em que houve falta d’água, a comida chegou por Sedex.

Se trabalhar dentro da fábrica não parece muito atrativo, chegar até a Foxconn de Jundiaí parece estar cada vez pior. Os ônibus que fazem o transporte dos funcionários estão superlotados devido à falta de planejamento; o número de empregados cresceu para atender a demanda, mas o número de veículos não acompanhou o ritmo. Muitos precisam viajar em pé durante a viagem, aumentando o risco de acidentes graves. É importante lembrar que estamos falando de ônibus fretados pela empresa, não ônibus públicos, onde a cena é comum.

A Foxconn precisa resolver seus problemas até o dia 3 de maio para manter seus empregados trabalhando. Caso o problema não seja resolvido diretamente com a empresa, a denúncia também deve chegar aos órgãos competentes, segundo o diretor do sindicato. A fabricante decidiu não se manifestar sobre o assunto, o que é uma pena.

Com informações: Gizmodo Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mozar
Estupidez sem tamanho, lucros de milhões e uns babaca desse prefere se queima na mídia do que contratar um gestor competente e organizar isso ai...... tem que ter visão! não sou formado em nada, ainda, mais o que o brasileiro mais peca e a falta de gestão..coisas tão simples, somente ter visão de futuro
Raph4
Maçã gonna maçãnizar!
guto83
acho que "Muitos precisam viajar em pé durante o percurso" ou "Muitos precisam viajar em pé durante o trajeto" soam melhor...
@AntonioVeras
Mas se o intuito da redução de impostos era justamente aumentar as vendas, o desconto deveria ser para o consumidor.
@LBKatan
O mais engraçado aqui é ver um monte de gente falando "não vão jogar nossas leis no chão", "não vão fazer isso com a gente", "brasileiro não é bobo", como se os próprios estivessem lá protestando. Mas a realidade é outra. Aqui a maioria dos trabalhadores é quietinha, alienada, não faz nada quando seus direitos são jogados no chão, seus deveres (pagar passagem, pagar imposto, pagar lucro de empresas) são jogados lá em cima. Aí vem com esse papo. É tipo "os gringos não podem ferrar com os brasileiros, mas os brasileiros podem"! Demais, vocês. =D
@LBKatan
E olha que são coisas até bem básicas.
@mjbmelo
Eu tinha certeza que haveria reducao de custos, mas pro fabricante e nao pro consumidor.
Yangm
Só que aqui eles não podem.
@AntonioVeras
O pior é que eles não estão reclamando por causa do salário, mas sim das condições de trabalho.
@michelblopes
Não somos chineses. Eles faturam uma bela grana com produtos superfaturados e ainda querem colocar seus funcionários nessas condições?! Nenhum gringo vai jogar nossos direitos no lixo não!!!
Fabio
Ainda queriam evitar o inevitável.
@michelblopes
Infelizmente não são todos os sindicatos que demonstram a mesma força. Uma grande parcela só quer saber da grana.
Tio Z
Agora falta o esquadrão que defendia que isso não aconteceria no Brasil se manifestar. Era óbvio que a Foxconn iria fazer cagada por aqui.
Zarohpyel Nefilim (@rodrigorsena)
A Foxconn pira com os empregados!
@AntonioVeras
Enquanto isso o valor do iPhone nacional é o mesmo do importado.
Exibir mais comentários