Os satélites estão muito longe e os carros estão perto demais. O Google encontrou uma maneira de baixo custo para melhorar a qualidade das imagens aéreas do Google Maps. No lugar de caros e sofisticados equipamentos voando pela órbita terrestre, o gigante da web também vai adotar fotografias tiradas a partir de — quem diria — pipas e balões.

O anúncio foi feito no blog oficial da companhia. “Nossos amigos do Open Laboratory trabalharam duro para criar um sistema de captação de imagens fácil, barato e acessível”, explica Christiaan Adams, evangelista do Google Earth. “Há uma semana eles apresentaram algo realmente diferente: fotografias aéreas tiradas de balões e pipas. A resolução é fascinante”, completa.

Google Maps com balões: DIY SERIOUS BUSINESS

O Open Laboratory é uma comunidade colaborativa de criação e desenvolvimento de invenções, pesquisas e outras soluções. Segundo o Google, o kit de captação de imagens aéreas por balões e pipas pede por apenas uma câmera doméstica comum e “US$ 100 (R$ 185) em equipamentos como balões, gás hélio, linha e uma garrafa de refrigerante vazia”. O Open Laboratory também disponibiliza uma ferramenta chamada MapKnitter, para alinhar fotos com geotags que podem ser aplicadas no Google Earth.

“O mapeamento com balões e pipas tem a vantagem de poder fazer mapeamento sob demanda para certos eventos ou condições ambientais”, explica o Open Labs.

Aos interessados em fazer seu próprio serviço de geolocalização, as intruções estão aqui (em inglês). E se executar o projeto, não se esqueça de escrever para o TB. 😉

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@paulostahnke
Só vai soltar balões, quem quer perder seu equipamento. É óbvio que esse experimento não tem nada contra a lei. E é um ótimo entretenimento também.
Yangm
Poupar os bolsos do Google, que comprará menos imagens de satélites, que deixará o satélite livre para outras pessoas utilizarem.
Eduardo
Poupar os satélites? Explica....?
Eduardo
kkkkkkkk Soltar balões é CONTRA A LEI. Nada é uma ótima idéia para quem o faz. NÃO PODE E PRONTO. E se eles passassem a fazer, eles estariam ajudando ENQUANTO destroem. PENSA!!!
@dwerbert
ótima ideia para dar para o pessoal que vive soltando baloes e causando estragos deste modo vão estar ajundando e não destruindo :) #ficadica
Micael Silva
Isso lembra que o OpenStreetMaps tem várias iniciativas nesse sentido, inclusive no Brasil já vi vários trabalhos do pessoal da Casa de Cultura Digital ensinando pessoas a usaram as ferramentas do OSM para mapeamento. E note-se que o OSM cada dia que passa emerge como um concorrente ao Google Maps....
Yangm
Bem interessante para ver as áreas que o SV não pode captar com melhor qualidade, além de poupar os satélites e oferecer imagens mais atualizadas.
Tiago Gabriel
Gostei da iniciativa, sou geógrafo e gosto muito de trabalhar com geoprocessamento e essas técnicas também são muito boas para aplicar em escolas e fazer os alunos vivenciarem melhor a utilidade prática da cartografia e demais tecnologias aplicadas a ela.