Início / Arquivos / Gadgets /

Intel revela especificações de tablets com Windows 8

Gadgets terão bateria com duração de pelo menos 9 horas.

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Intel está trabalhando junto com outras fabricantes para desenvolver tablets com Windows 8. Assim como os ultrabooks, que seguem uma série de especificações impostas pela fabricante de Santa Clara para obterem o selo, os tablets com processador Intel também deverão seguir características específicas, entre elas a bateria com duração de pelo menos 9 horas.

Durante o Intel Developer Forum, ocorrido nesta semana em Pequim, a empresa anunciou que o processador de codinome Clover Trail equipará os tablets com o sistema operacional da Microsoft. Os novos processadores mobile da Intel terão frequência de 1,8 GHz, serão dual-core e poderão trazer tecnologias utilizadas atualmente presentes no Core i5 e Core i7, como o HyperThreading, que simula núcleos lógicos para obter maior desempenho multitarefa.

Especificações dos tablet com processador Intel e Windows 8.

Os tablets possuirão conexão 3G e 4G e bateria com pelo menos 9 horas de duração, ou aproximadamente 30 dias em modo de espera. Isso em um equipamento com menos de 680 gramas e 9 mm de espessura, semelhante ao iPad de terceira geração. O Neowin informa que, apesar de muitos dos equipamentos utilizarem o formato comumente adotado na maioria dos tablets, alguns terão teclado físico e tela de 11 polegadas, como no protótipo da imagem abaixo.

Modelo de tablet híbrido com Windows 8.

Como a Intel possui várias tecnologias próprias, muitas delas serão implantadas também nos tablets. O Wireless Display, que mostra o conteúdo da tela em um monitor externo ou TV, é uma dessas funcionalidades. Os gadgets também terão segurança reforçada e arquivos criptografados para usuários corporativos, além das soluções educacionais providas pelo Learning Series.

O que nós ainda não sabemos é o preço desses tablets. Num mercado dominado pelo iPad, é difícil fazer sucesso adotando preços semelhantes aos cobrados pela Apple, como fazem alguns fabricantes de tablet Android. Se os valores não forem convidativos, o Windows 8 corre o risco de fazer o mesmo sucesso que o Windows Phone 7 faz hoje nos smartphones.