Início » Arquivos » Negócios » Sony vai demitir 10 mil na maior reestruturação da história da empresa, chamada One Sony

Sony vai demitir 10 mil na maior reestruturação da história da empresa, chamada One Sony

Avatar Por

Uma das mais importantes gigantes japonesas de eletrônicos, A Sony, está mal das pernas. Com um ano fiscal que deve trazer lucros menores do que o esperado, a empresa anunciou hoje que planeja fazer a maior reestruturação da sua história sob a alcunha de “One Sony”. O objetivo dela, segundo o press-release, é “revitalizar e fazer crescer os setor de eletrônicos para gerar novo valor”. Em marketês, isso significa algo nas linhas de “ganhar mais dinheiro”.

Dentre as atitudes que a Sony irá tomar está a demissão de mais de 10 mil dos seus funcionários, sendo boa parte desses apenas transferidos para outras companhias para as quais a gigante japonesa deve vender parte dos seus negócios. Além disso a empresa pretende gastar 75 bilhões de ienes (ou 1,69 bilhão de reais) ao longo do ano fiscal de 2012 investindo em setores da empresa que devem trazer os maiores lucros.

Em quais setores especificamente essa grana será aplicada? Nas suas três principais operações, que são os seguintes: imagem digital, jogos e setor de aparelhos móveis. Além disso está nos planos da empresa investir também em mercados emergentes e reduzir a produção de TVs, que deve sofrer redução de 40% na quantidade de modelos lançados no próximo ano.

Com essa reestruturação completa, a expectativa da Sony é ambiciosa. Eles esperam abocanhar 70% de todas as vendas nos três setores, com uma receita aproximada de 8,5 trilhão de ienes (192,5 bilhões de reais) ao final do ano fiscal de 2014.

O que isso quer dizer para o consumidor final? Melhores produtos e serviços nas áreas em que a Sony já tem bastante experiência. Esse investimento tem que ser traduzido para itens que mais atraiam os olhos dos consumidores, caso contrário o caminho das pedras da Sony vai acabar em um longo e fundo precipício, se me permitem o drama adicional.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fellipe De Oliveira Souza
Contrata eu sou o melhor técnico e funcionário da minha cidade.
Ramon Melo
Meu caro, eu tenho um Xbox 360 e até estava pensando em comprar um PS3, se não fosse minha experiência desastrosa com o suporte da Sony (em resumo, me entregaram um Vaio usado e se negaram a trocá-lo). A verdade é que eu gastei mais de 1000 reais em jogos (fora o console) acreditando nessa mentira do "é só colocar o disco na bandeja e jogar". Não sei em que planeta essas pessoas vivem, mas aqui na Terra tem atualização quase diária dos consoles, e você não pode jogar online sem elas. É extremamente comum comprar um jogo e ter que atualizá-lo antes de poder jogar. Cada vez mais saem jogos que exigem DLCs, pacotes de texturas e correções de software para ficarem jogáveis. Às vezes, eu chego em casa cansado querendo um Splinter Cell Conviction rápido e desisto porque tem que atualizar. Conheço pessoas que passam mais tempo atualizando console do que jogando. Essa história de "ligar e jogar" já não existe há anos. Tudo isso acontece com os PCs? Sem dúvida! Mas a diferença é que, num laptop mediano, eu não preciso ficar esperando parado, posso usar o navegador, trabalhar, assistir vídeos e ouvir músicas enquanto espero. E ainda rola a vantagem da portabilidade. Não vai demorar muito tempo para os consoles desaparecerem. Eu chuto que a próxima geração será a última.
Ramon Melo
No exterior, a garantia da Apple também é absurda. Pergunte a um estrangeiro sobre o Apple Care e os Genius Bars.
Ramon Melo
15 aninhos, só, mantido este ritmo.
Ramon Melo
Espero, sinceramente, que você consiga resolver sozinho. O suporte vai ficar com seu Vaio por 30 dias e fará de tudo para invalidar a garantia.
Ramon Melo
Experimente ligar no 4003 7669 e pedir a substituição do seu notebook recém-comprado na Sony Store online que veio defeituoso e com sinais de uso. Pronto, aí está sua primeira (e última) decepção com a Sony. PS: O suporte deles é unificado, então essa situação se estende para todos os produtos vendidos pela empresa.
bawlaw
a democracia industrial é um assunto um tanto polemico.. mas admito que não o conheço o suficiente para comenta-lo.. vou dar uma estudada.. mas.. prefiro chama-lo de gestão participativa.. uma vez que não acredito na democracia plena.. hehehe xD continuo desacreditando neste modelo sendo aplicado à pequenas empresas.. imagine um bar ou um posto de gasolina sendo governado pelos seus próprios funcionários.. é uma ideia absurda e utópica para esses casos.
Guilherme Macedo C.
bawlaw, SEMCO é um exemplo de grande empresa que usa o modelo. Dá pra fazer em todas, absolutamente em todos. O problema é que nem todos estão com o espírito preparado pra deixar o modelo "comum", mais adotado. O exemplo da SEMCO ainda é mais emblemático pq a mudança de modelo fez a empresa sair da falência pra criar bases fortes.
bawlaw
"A questão é, pq ela precisa? Justamente por incompetência. E quem vai pagar pela ingerência da Sony são os trabalhadores." Não necessáriamente.. existem fatores externos à organização que logicamente não dependem da capacidade gerencial dos gestores. como o mercado, a crise americana e muitos outros que afetam economicamente a empresa Volto a dizer.. A demissão em massa é o ultimo recurso à ser utilizado pela empresa. nesse sentido ela é obrigada a ter uma visão humanista da coisa, uma vez que o governo (com altas taxas para demissão), os socios (com a queda do valor da empresa), os clientes (por escolherem empresas mais corretas possiveis), a sociedade e ainda mais os clientes internos (proprios funcionarios) (que se abalam com a situação que causa medo) cobram a não demissão.. em caso de crise nestas empresas europeias, o que acontece? o salário de todos são reduzidos. mas esse sistema anarquista ou semi-anarquista de autogestão se torna insustentavel em empresas gigantes e altamente competitivas como é o caso da Sony.. Não conheço nenhuma empresa autogerida que tenha esse perfil.. Quem sabe pode surgir algum modelo que se encaixe para esses casos.. Pessoalmente não acredito que a autogestão seja aplicavel à todas as organizações principalmente nas micro, pequenas e grandes E na questão social, nenhum modelo até hoje desenvolvido é benefico, capitalismo, comunismo, anarquismo e todos os ismos estão longe da perfeição e acabam sempre voltando ao capitalismo.
Phillip
Um Macbook não chega aos pés do Vaio? Posso saber sobre o que o Senhor está se referindo? Porque pelo o que eu sei, em questão de processamento e vídeo um macbook ganha de 10x0 contra um Vaio. Então me diga, com argumentos eficazes onde que um Macbook não chega aos pés do Vaio. Não sai por aí falando coisa que você não sabe não cara.
Guilherme Macedo C.
Hugo, vc está precisando estudar. O que vc falou foi justamente o contrário da história. Sempre que acontece uma crise é a mesma coisa. Antes o empresariado quer o Estado fora do mercado, depois querem ajuda, exigindo intervenção. O resumo é simples. Lucros privados, ônus coletivos. Depois, na crise de 29, o que salvou os EUA foi a intervenção Estatal, não lembra de Roosevelt? Mas o que isso tudo tem a ver com o caso? Não falei em intervenção estatal em momento algum. Falei de Democracia Industrial. Parece que alguns como vc tem medo do nome "democracia" pois acha o povo uma aberração. Como vc disse pra mim eu digo pra vc: estude. Sua índole de tratar pessoas como peças não é possível mudar. Vc vai ser uma pessoa assim pra sempre, mas sua cultura pode. Democracia Industrial é um modelo já adotado em diversas empresas pelo mundo. É um modelo que se mostrou mais produtivo e menos danoso pras pessoas. É um modelo racional, mais lucrativo e mais humano. Agora se vc acha que é melhor ganhar menos mas ter o poder de tratar pessoas como peça, a questão é retomada pra sua índole.
Diones Reis
Quem teve a chance de ver o documentário "O Legado da Sony", vai ver o quanto foi batalhadora e inspiradora a evolução da compania após a WWII. Acho que se acomodaram com o sucesso e deixaram de lado aquele espírito criativo, que foi um dos responsáveis pelo Wlakman, pra lembrar do ícone de maior sucesso da empresa. Os coreanos passaram a frente, e agora é correr contra o tempo perdido.
Diones Reis
@pedronaroga Querer replicar o comentário do cara, usando erro de digitação para validar seu argumento? Faz-me rir esta criançada de hoje!
@pedronaroga
Essa resposta é pro Hugo (por algum motivo, não posso mandar uma resposta diretamente pra ele). Só comentando: achei irônico que, logo na sua primeira frase, você afirma que ele está precisando estudar, enquanto você escreve "prescisando". Just saying...
ricardo
Tem razão. Os sistemas de som da Sony são excelentes, tanto em qualidade sonora quanto em potência.
Exibir mais comentários