Pouco mais de um mês atrás o lendário Tim Schafer, criador de famosos games de adventure como Full Throttle e Grim Fandango, lançou um projeto de crowdfunding no Kickstarter para um game de aventura. O projeto que pedia modestos US$ 400 mil foi um sucesso absoluto ao arrecadar mais de US$ 1 milhão nas primeiras 24 horas e pouco mais de US$ 3,3 milhões no final do período de participação. Ele acabou ajudando diversos outros projetos indiretamente.

Há poucos dias o Kickstarter liberou alguns números mostrando um grande aumento na participação do público em outros projetos. “Double Fine Adventure”, o projeto de Tim Schafer, teve 87 mil doadores, sendo que 71% deles não haviam doado sequer um dólar pra qualquer outro projeto no site. Esses marinheiros de primeira viagem ajudaram a arrecadar mais US$ 877 mil para outros projetos na categoria de games em 1.266 outros projetos, principalmente na categoria de games (quase US$ 640 mil em mais de 18 mil projetos).

Outras categorias que se beneficiaram com o projeto de adventure foram Design, Filme e Vídeo, HQs e Tecnologia.

Demonstração do crescimento da participaçao de usuários em projetos do Kickstarter

O Kickstarter por si só, até a data de publicação desses dados, arrecadou em toda sua existência pouco mais de US$ 6,2 milhões na categoria games, sendo que 46% disso foi apenas receita vinda do Double Fine Adventure. Outro dado interessante é a média de doações por semana. Antes do projeto de Tom Schafer, a média era de 629 por semana, mas durante o mês que o projeto ficou no ar essa média esteve em 9,7 mil.

Os dados divulgados também mencionam “Wasteland 2“, outro projeto de crowdfunding de US$ 900 mil, como sequência do projeto que originou a série Fallout. Wasteland 2 já arrecadou US$ 1,9 milhão. Até 28 de março quase US$ 400 mil eram de usuários que doaram no Kickstarter para o projeto Double Fine Adventure.

A expectativa é que esses números continuem crescendo e que mais projetos milionários continuem a surgir. Na semana passada já apareceu o projeto de remake do clássico adventure Leisure Suit Larry. O ambicioso projeto pede uma arrecadação inicial de meio milhão de dólares. Em 3 dias, já conseguiu 10% disso.

Outro projeto que também se deu bem nessa foi FTL: Faster than Light (eu entrevistei um dos responsáveis mês passado aqui no TB), que pediu US$ 10 mil para conclusão do game e arrecadou no final mais de 2.000% desse valor, num total de US$ 200 mil.

A grande questão que fica é: quando outros mercados vão poder dar uma mordida nesse bolo? Hoje todos os projetos do Kickstarter devem estar obrigatoriamente baseados nos EUA, principalmente devido à parte burocrática. Empresas brasileiras e de outras partes do mundo ainda estão de fora dessa festa. Na verdade, é até possível tentar, mas trazer essa arrecadação toda para o Brasil pode levar mais de 50% da fatia em impostos e taxas. Uma pena por enquanto.

Com mais informações: Kickstarter Blog.

Atualizado às 12:50 | A arrecadação de US$6,2 milhões diz respeito à categoria de games.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@vermelhossomos
Caro @LBkatan, é compreensível sua necessidade de entender o que significa "catarse". Mas, existe diferenças entre "significante" e "significado" e que caso tenha interesse sugiro a leitura de Saussure. Em síntese uma palavra pode ter significados diferentes em diferentes contextos sugerindo que as formas verbais (significante), como no caso "catarse" não importam; o que importa é a associação estabelecida e que determina o significado do nome. Por diversos fatores, Catarse.me, hoje, significa plataforma de financiamento colaborativo. Tanto é que, a partir de agora, se lhe perguntarem sobre alguma plataforma nacional, duvido que não saiba dizer o nome de pelo menos uma (rs), e com o amadurecimento do modelo logo "o povão" provavelmente vai saber. O propósito do Catarse é claro, talvez ainda não tenha algum projeto de seu interesse - o que também duvido - mas, leve em conta que a plataforma tem pouco mais de 1 ano, com dezenas de projetos bem sucedidos e mais de R$ 1,5 milhão arrecadados e distribuídos. Pouco em comparação ao kickstarter, verdade. Mas, estamos em outro contexto. "Cola lá" (rs) saiba um pouco mais sobre cada um dos projetos financiados e a serem financiados, e em todo caso como você mesmo disse, suba um projeto, "quem sabe?" (rs). Abç. ;- ]
@LBKatan
Cara, eu não ouvi falar de UMA dessas plataformas. O nome Catarse pode ser muito bom e talz, mas, pra mim, não é atraente. E, pro povão, que não faz a mínima ideia do que é catarse, acredito que também não. Falo isso por opinião, que fique claro. Claro que, levando em contra as dificuldades do BR, principalmente as culturais, criar e manter um serviço desses não é fácil, mas tem muito pra melhorar. Tem coisas interessantes, mas nenhuma que tenha me convencido a gastar um pouco, coisa fácil no Kickstarter. Só não gastei até hoje no Kicstarter porque nunca tive como, mas adoraria um projeto interessante no Catarse. Talvez eu que não esteja entendendo o propósito do Catarse. Se bobear, eu faço alguma coisa e coloco por lá, quem sabe? =)
@vermelhossomos
Caro Rafael Zatti, entendo sua incomodo com o aparente erro de interpretação dos dados - apesar de acreditar que o objetivo do post (a alavancagem de outros projetos por meio do sucesso Double Fine Adventure) tenha sido alcançado. Eu mesmo, apesar de ter menos tempo de estudos e pesquisa em comparação à você (quatro anos, ou mais?), cansei de complementar ou mesmo corrigir, informações acidentalmente equivocadas sobre o modelo de financiamento colaborativo, na Internet. Lembra-se do "Compras coletivas não é Clube do Compras e Crowdsoucing não é Crowdfunding"? (rs). Mas, por incrível que pareça e como bem sabe o assunto ainda é novo. Portanto, compreensível que haja pequenas distorções e não se compreenda "todo o processo". Aliás, no próprio "CrowdOquê? (leitura recomendável), me vi na obrigação cívica (rs) de fazer uma correção em um dos seus post ("Record de Crowdfunding"). Continuemos com nossa missão de apoiar iniciativas como a do Catarse e do Ideias.me e com o tempo os bons prevalecerão. Abç.
@vermelhossomos
De boa @LBKatan você esta atrasado pelo menos 2 anos! Com mais ou menos sucesso já "pipocaram" mais de 30 plataformas de crowdfunding. O Catarse - além de ter um excelente nome (Digo isso por ser profissional de Branding e conhecer o suficiente sobre processo de Naming.) - é a plataforma mais bem sucedida na categoria "projetos criativos'. Ainda mais se levarmos em consideração as dificuldades legais, tributarias, burocráticas e culturais do país, em comparação aos EUA. ;- ]
Giovanna
É que eu tava acompanhando a saga do Takedown. Alguns backers ficaram tuitando pro Notch por dias até que ele enfim cedeu ao apelo faltando duas horas. O desespero lá nos comments do projeto tava bem grande, tinha gente pagando o salário do mês pra ver o jogo virar realidade :/
Turdin
E eu contribui com isso, vários projetos interessantes!
Gus Fune
Ou os preços altos praticados no mercado. Todos esses jogos são vendidos a US$9 a US$29, não passa disso geralmente.
Gus Fune
Foi feita a correção no post.
Yangm
Entendi.
@danieltwist
Isso prova que há muito mercado para games, e a pirataria não é a culpada. A culpa é da falta de qualidade, principalmente atualmente.
Giovanna
O jogo da Double Fine, assim como outros que passaram pelo Kickstarter, vão ser vendidos pela Steam por um preço superior ao oferecido para os doadores do projeto. Exemplo, Double Fine Adventure oferecia o jogo via Steam quando fosse lançado para quem doasse a partir de 15 dólares. Quem comprar só depois, pela Steam, vai ter que pagar tipo 20 ou 25 dólares.
@LBKatan
E mais: o povo daqui parece ser um pouco mais sem noção. Pra aproveitar o que você está financiando, você tem que desembolsar uma grana pesada. Um jogo pra iPad, por exemplo, pra você jogar na versão full, tem que injetar R$50 ou mais. Enquanto que no Kickstarter, você pega um jogo pra iOS por US$5 ou mais. Mesmo com o dólar alto, o estrangeiro sairia bem mais barato. =/
Yangm
O jogo vai ser free ou só quem doou ganha o jogo depois?
@LBKatan
Ah, e o site tem alguns problemas, como links que só podem ser clicados se você colocar o ponteiro do mouse exatamente nas linhas das letras. Mas isso é algo que dá pra arrumar tranquilo.
Giovanna
Acho que continua errado. De acordo com a fonte: $1,776,372 was pledged to the Video Games category in Kickstarter's first two years. In the six weeks after Double Fine, $2,890,704 was pledged ($6,227,075 counting Double Fine). Ou seja, nas seis semanas após o lançamento da Double Fine Adventure, arrecadaram-se 6,2 milhões, ou 2,89 milhões sem contar o Double Fine (que arrecadou $3,336,371). MAS antes disso já tinha arrecadado 1.776 milhões na categoria Games. 6,227,075 + 1,776,372 = 8,003,447 milhões de dólares.
Exibir mais comentários