Início / Arquivos / Celular /

Braço-robô Galileo pretende revolucionar FaceTime no iPhone

Projeto incubado no Kickstart conseguiu U$ +265 mil além do que havia pleiteado

San Picciarelli

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A sagrada trindade do design pode ser descrita como practicidade, usabilidade e funcionalidade. Há quem só veja quando e onde algo pode ser usado, quem só enxergue sua beleza ou também quem só se preocupe com que tipo de problema é resolvido. Todos, entretanto, enxergam a inovação.

Falando em inovação, você pode já ter ouvido falar em JoeBen Bevirt. Ele é o criador dos conhecidos tripés Gorillapods. E já que estamos falando em bons criativos, não podemos falar de Bevirt sem mencionar Josh Guyot, seu sócio na Motrr e quem frequentemente assina utilidades e outras traquitanas bacanas no SnowPeak.

A nova ideia da casa, o Galileo, faz do Facetime algo que nem a Apple imaginou, sem frescura e com o apoio maciço do público.

Galileo para iOS: Facetime 360º

Desta vez, Bevirt oferece algo tão bacana e que, se tudo der certo não custará um dos seus rins e ainda resolverá um problema durante chamadas pelo FaceTime: imagens tremidas, pouco espaço visual e aquele “algo a mais”. Isso sem mencionar que o Galileo tem grande potencial para ser usado em muitas outras coisas.

O Galileo é mais um projeto financiado por meio do Kickstarter, mas não é qualquer projeto. Trata-se de uma plataforma robótica controlada por iOS que promete melhorar, e muito, o modo como utilizamos o recurso de vídeo-chamada – e quem dera, em outros OS também.

A pessoa que recebe a ligação tem a possibilidade de controlar e rotacionar a imagem para virtualmente qualquer direção com um simples toque da tela. O Galileo é feito para melhor funcionar com o iPad como controlador, dada a maior amplitude de movimentos oferecida por sua tela maior. Mas deve funcionar igualmente com o iPhone, apenas exigindo alguns movimentos a mais.

As demais aplicações poderiam variar bastante, incluindo a monitoria de bebês e crianças pequenas em outros ambientes da casa, em aulas particulares, fotografia time-lapse, a vídeo-transmissão de maneira personalizada de uma festa de casamento ou aniversário, olhar amplamente embaixo do seu carro sem ter que se deitar no chão sujo e por aí vai.

Uma clara demonstração do quão bem aceita é a ideia geral do Galileo antes mesmo dele ser lançado, é o apoio do público que a financiará. Dos U$ 100 mil pleiteados em fundos via Kickstarter, mais de U$ 365 já foram depositados no projeto da Motrr.

Para melhorar, a Motorr liberou um SDK próprio para que a criatividade de outros desenvolvedores possa catapultar o Galileo para as alturas.

A vídeo-chamada +joinha da vez está prevista para virar produto de prateleira em alguns meses. É acompanhar e aguardar.


(Vídeo do Vimeo) 

Veja a página do projeto no Kickstarter.