Início » Arquivos » Internet » Hospedar 25 petabytes do Megaupload custa US$ 9 mil por dia

Hospedar 25 petabytes do Megaupload custa US$ 9 mil por dia

Empresa reclama que não tem obrigação de pagar essa conta.

Avatar Por

Pelo menos uma empresa, além do próprio Megaupload, vem perdendo muito dinheiro desde que o serviço de hospedagem de arquivos foi fechado pela polícia federal americana. A Carpathia Hosting, responsável por armazenar cerca de 25 petabytes (!) de dados para o Megaupload, afirma que está difícil arcar com os custos diários de manter os arquivos salvos, ainda que não haja nenhum prognóstico do que vai acontecer com essa infinidade de dados enviados pelos usuários do serviço.

Há pouco mais de 1,1 mil servidores da Carpathia Hosting dedicados a servir e armazenar os arquivos do Megaupload. Uma quantidade absurda e “de explodir a cabeça”, afirmam os responsáveis pelo serviço. Manter esses dados disponível, ainda que sem o acesso dos internautas, gera o custo estimado de US$ 9 mil por dia com espaço nos racks do datacenter, conexão e eletricidade que alimenta esse arsenal de arquivos. Dá mais ou menos R$ 490 mil por mês, uma quantia não exatamente fácil de ignorar.

O problema todo fica por conta do bloqueio dos bens do Megaupload na justiça. Eles não têm como pagar pela hospedagem. Eis que sobra para a empresa de hospedagem manter os arquivos salvos, outra requisição da justiça. Estão num limbo sem que uma das partes envolvidas se responsabilize pelo custo de manutenção dos arquivos.

Diz a Carpathia Hosting que procurou o FBI e as associações de direitos autorais para verificar se algum deles se dispõe a pagar a conta. Ninguém se pronunciou favoravelmente. O Megaupload diz ter o desejo de retomar os arquivos, mas não pode fazê-lo por impedimento do FBI. A polícia federal dos EUA receia que os responsáveis pelo site aproveitem para deletar provas contra si.

Uma coisa é certa: as evidências que podem estar contidas nesses 25 petabytes de dados impedem que a Carpathia apague os arquivos. E, com isso, vai pagando esse alto valor para atender uma decisão da justiça que não tem exatamente a ver com ela.

A Carpathia entrou na justiça com pedido de não mais se responsabilizar financeiramente pelos servidores do Megaupload. Agora é aguardar o que a corte do estado da Virgínia tem a decidir sobre o assunto.

Com informações: Ars Technica

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

rafaelhbarros
Sim, liga ai qdo vc precisar que eu ligo meus mil servidores aqui. pera 15minutinhos.
@silvioney
MEU OVO!
Lucas Reda
O problema não é quem vai pagar e sim, outros fatores. Eles tem em mãos 25 petabytes de arquivos considerados piratas e ilegais. Porém a mesma empresa que fornecia hospedagem para o MegaUpload fornece serviços para o governo e tem serviços especiais para o mesmo, assim você pode ver como que o MegaUpload tem uma ligação direta com o governo americano.
Alex Pingaiada
A computação nas nuvens virou computação no inferno, hehe. Mas a indústria fonográfica estava reclamando que o Megaupload dava prejuízo a eles e o FBI foi lá e matou. Agora o datacenter diz: E agora? Q
@ajscaldas
Então deixa eu explicar porque não podem desligar: Porque em sistemas de cluster de arquivos não é só dar "shutdown now" ou Iniciar ->Desligar , existe uma forma precisa de se fazer o desligamento e só quem gerenciava diretamente os servidores pode fazer isso. Se houver alguma perda de arquivos por causa de um desligamente indiscriminado, quem pode pagar a conta no final é a Carphatia. Ok?
Yuri
Tenho um amigo PM que VENDE DVDs piratas, ou vendia.
Felipe Marinho
Coloque 25 petabytes em caixinha que eu lhe dou um prêmio... :)
@ricardoteixeira
Primeira coisa que pensei foi justamente o que já comentaram acima, pq nao desligam os servidores? A economia de energia já vai dar uma baixa nesse valor diário. Qual a função de deixar ligados servidores que ninguém usa? Desliga e mantenha os arquivos e ta resolvido.
@AntonioVeras
Não é só fazer uma ligação telefônica e pedir para eles ligarem os servidores?
Fernando
Jênio..qual parte você não viu dos comentários (ou mesmo do texto) que diz que os arquivos são PROVAS e por isso não podem ser mexidos? (nem sequer backupeados, por tanto..)
Leonardo Amaral
Verdade, pode ser que a ordem judicial restrinja o acesso aos servidores.
Leonardo Amaral
Uma especulação seria de que os arquivos além de terem de ser conservados, eles tem que se manter DISPONÍIVEIS para a justiça. E para que estejam disponíveis sem confiscar a coisa toda (O que é logisticamente inviável), eles tem que ficar ligados mesmo e o acesso ser feito remotamente.
@leozacche
A justiça inflexível é freqüentemente a maior das injustiças.
@leozacche
Também acho. Se bobear tem aquelas fitas listradas preta e amarela isolando os servidores, com um Officer em pé na frente e uma plaquinha escrito Crime Scene.
beagle
Não fale ASNEIRA cara, se eles gastam 9mil dolares por DIA com os mil e poucos servidores, LIGADOS pra NINGUEM usar, tu acha que DESLIGADOS iriam gastar os mesmos 9mil? CLARO que nao. Claro que tem que desligar. Oras, se vai ta perdendo dinheiro por estar ocioso, e ligado nao ta ocioso? Qual a moral de deixar ligado? So pra gastar 500mil a mais por mes, acredito que desligado va gastar 0 no final do mes nao? Melhor nao gastar nada do que ter um prejuizo de 500mil por mes.
Exibir mais comentários