Parece que o Chrome começa a ameaçar de forma mais intensa a dominância do Internet Explorer no mundo. No início dessa semana verificou-se que o navegador do Google bateu o principal concorrente da Microsoft em termos de uso na internet global, de acordo com estatísticas coletadas pela empresa de métricas StatCounter. Tudo aconteceu em 18 de março, domingo passado.

Em pleno domingão, dia de assistir ao Faustão (!), os usuários que aderiram ao navegador do Google representaram 32,71% dos acessos à internet. Em comparação, os usuários de Internet Explorer responderam por 32,5% do tráfego na rede. O Firefox aparece na terceira posição com 24,71% dos acessos, seguido de longe pelo Safari e pelo Opera.

Dados fornecidos pelo StatCounter

A diferença, porém, é bem pequena. Inferior a meio ponto percentual no dia em que o Chrome foi o browser mais usado no mundo. Na segunda-feira (19/03) o Internet Explorer voltou a ser o líder em uso e assim permanece desde então, fechando a terça-feira com 5 pontos percentuais na frente do Chrome.

Os dados do StatCounter evidenciam a diferença de comportamento dos internautas, no meu entender. Durante a semana estamos todos no trabalho e muitos são obrigados a usar o Internet Explorer por imposição da empresa (não estou discutindo os motivos da decisão). No fim de semana, por outro lado, podem usar outro navegador no computador de casa, no qual o dono escolher os softwares padrões.

Lançado em setembro de 2008, o navegador do Google tem feito uma escalada triunfal rumo ao segundo lugar entre os aplicativos mais usados dessa categoria. Desbancou o Firefox da Mozilla, antes o principal competidor na disputa pelo mercado. Para chegar nesse resultado, é indiscutível a importância da promoção que o Google (principal destino na internet mundial, junto com o Facebook) dá para o Chrome em suas páginas.

Dados específicos do StatCounter para o Brasil nos revelam que o Chrome é o navegador mais usado por aqui faz tempo. Pelo menos desde outubro do ano passado. Espertos, esses brasileiros.

Como toda estatística, os números fornecidos pelo StatCounter merecem nossa atenção porque refletem os acessos que passam pelo sistema de métricas da empresa, sendo que não é todo site que utiliza o serviço para mensuração de audiência — nós do Tecnoblog não usamos, por exemplo. Porém, reside no StatCounter mais uma ferramenta para tentar entender a audiência de internet global. Não que esses dados sejam absolutos.

Já baixou a extensão do Tecnoblog para Chrome?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marco
A Microsoft entrou em desespero! A Mozilla já se tocou que o seu 2 lugar não vai voltar, e a Microsoft vai fazer publicidades de tudo, mais as bugigangas do Firefox e Internet Ex. nunca muda, sempre fica aquele negócio velho e ultrapasso, mais a google conseguiu modernizar o chrome. O Opera e o Safari quase ninguém conhece, não faz propaganda. Então a Google tá ganhando, e a guerra com a Microsoft desesperada está chegando ao final! Bye bye Internet Explorer!
Antonio
Prefiro Firefox tem mais recursos é mais confiavel e tudo funciona bem em questão de compatibilidade com todos os sites.O google deve achar otimo todo mundo utilizar o navegador deles, afinal fica mais fácil controlar toda a sua vida (em sua nova politica de privacidade). Um problema do Chrome é sistema de impressão que não imprime seleção e da muitos outros problemas.
Charles Willian Buss
para mim um dos fatores q mantem o reinado do IE e que muitas empresas utilizam ele como navegador.
Léo Lage
Isso significa que os usuários de IE assistem o falstão. Chome é de longe o melhor de todos.
Marvson
Infelizmente o internet explorer vai ser deixado de lado pelos programadores por orgulho próprio. Gates se nega à se adequar ao Css3 e Html5, padrões que são sensacionais, muito rápido, que vão acabar com o flash. Eu vi o Css3 e html 5 em ação, e quando abri a página no IE 9 simplesmente apareceu uma página não formatada em branco. Sem efeitos e bastante simples. Abri no Safari. Abriu legal e ficou assim até abrir algumas abas iguais. Abri no firefox. Não aceitou tudo. E ficou travando um pouco. Abri no Chrome, não travou nem com 10 abas abertas, abriu quase todos os padrões exceto 1: a API 3d do safari. Por enquanto é imperceptível quase aos usuários. Mas os webdesigners sentem há tempos o trabalho extra que o explorer dá, e, recentemente o motor -moz do firefox. Além de que eles enchem o código de lixo e imagens desnescessárias. Eu certamente, levando em conta TUDO, pro lado de todos, considero atualmente o Chrome o menos pior. Entretanto ninguém sabe quanto dinheiro vão liberar pros outros amanhã...
Rodrigo Cardoso
Você nao tava no trabalho e nem em casa enquanto escrevia isto, certo?
Marcoscs
É simples: durante a semana: sofrendo no trabalho com XPzão e IE fins de semana: só alegria em casa com W7 e Chrome
José Luís
Ele tem um humor bastante estável... Melhor, porque não precisa se preocupar com bipolaridade: http://revistavivasaude.uol.com.br/saude-nutricao/10/artigo5202-1.asp :grin:
@markkangel
Tô feliz no Firefox.
@LBKatan
Argh, meus olhos. =D Não, amigo. Não morro pra programar. No máximo a gente tem uma dor de cabeça, mas morrer já é demais. =D kkkkkk
@mos_axz
pelo que eu sei, o flash do chrome não é o flash da maquina. Ai esse flash do chrome é que deve ter algum bug...
@LBKatan
Ainda bem que, aqui no trabalho, instalo a porcaria que quiser. =D
Luandersonn
Me responde: Porque o Flash só trava no Chrome? Nunca vi travando no IE ou no Firefox, nem mesmo no Opera?
Luandersonn
E vocês vai continuar morrendo para programar...
Luandersonn
O meu computador é rápido o suficiente, roda todos os browsers normalmente, mas o Chrome é o único que trava com apenas 4 abas. Só para constar, não é este que estou usando.
Exibir mais comentários