Depois de “seis longos anos” de desenvolvimento, o micro-mini-nano-pico computador Raspberry Pi finalmente começou a ser vendido nesta quarta-feira, dia 29. Do tamanho de um pendrive e custando o equivalente a R$ 42 em sua versão básica, o PCzinho foi criado para iniciativas de inclusão digital, mas também está disponível para “entusiastas de hardware, curiosos, professores e outros” informa seu site.

Raspberry Pi: eu quero, e você também quer

O Model A custa US$ 25 (42 reais) e tem processador com arquitetura ARM de 700 MHz, 256 MB de RAM saídas HDMI e RCA, enquanto o armazenamento fica a cargo de um cartão SD. Por US$ 35 (60 reais) o Model B inclui duas portas USB e uma porta Ethernet ao conjunto, para garantir que ele esteja apto a navegar pela internet. Ambas versões rodam Linux e para conter custos, chegam como uma placa mãe ao consumidor, sem direito sequer a uma carcaça para proteger seus circuitos.

Para quem não lembra dos méritos do Raspberry Pi, basta lembrar que ele é um computador que já se provou capaz de rodar Quake 3 em full HD.

As vendas dos modelos começaram às 3 da manhã desta quarta-feira e todo primeiro lote de 10 mil unidades já estava esgotado quando este post estava sendo escrito (às 18 horas). Para atender a demanda do mercado, a Fundação anunciou que fechou um acordo com duas companhas britânicas, a Premier Farnell e RS Components, para “fabricar e distribuir os computadores de acordo com as necessidades do mercado”.

Apenas como curiosidade, no começo desta semana uma outra empresa, chamada FXI Technologies, também começou a vender um computador do tamanho de um pendrive, o Cotton Candy. Mas ele custa 175 dólares a mais do que o Model A do Raspberry Pi.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jefferson Damian
Por favor, como faço pra comprar um? Achei muito interessante, e o legal que dá pra levar pra passear. hehehehe
Abaddon
Já estou na lista para comprar o próximo lote, dá pra fazer mediacenter e bilhões de outras coisas como já falaram ai em cima. A parada do supercomputador é uma grande idéia, já tem uns videos no youtube acho que com os caras da apache foundation sobre cluster com o raspberry pi. No meu vai rodar servidor web + postfix + o que der!!!
Claudio Santos
Se os chineses forem espertos e começarem a adaptar saidas usb + hdmi etc... nos celulares de R$ 60,00 teremos varias opçoes de escolha alem dessa...
Alexandre Menezes
Este é o problema!!!!! :(... para que o preço da placa suba!!!, mas.... é a realidade, pois ela vai dar muitas soluções..... Sem cooler, e com um processamento basico e linux, que dá para fazer uma boa interface em html(php-mysql), unindo a um PIC(Arduino), nossa...... Dá para desenvolver muitas soluções em segurança e automação...... Do que eu ja fiz em casa, uma placa dessa era muito bem vinda..... Vou ver se consigo comprar uma lá fora.......
Thigas
Usá-lo (entre infinitas possibilidades) como servidor de base de dados para aplicações comerciais seria excelente! Vejo oportunidades..|o|
Edmilson
Será que dá para usar isso ai como mediacenter?
Patrik
Eu acho que não estamos nesse nível ainda. Vemos muitos monitores sem uso, mas nenhum com HDMI.
@fbslikan
2500 raspberry cada um com um clock de 700 mhz = 1750 GHz ou 1.7 THz (levando em conta que acho que 2500 desses cabem dentro de uma caixa de papelão, creio que o termo era um dos "menores" supercomputadores do mundo. camarada meu que tá na irlanda ficou de pegar um pra mim! assim que eu receber faço um review. interesse é transformar essa bagaça em um Servidor completo (ICS,proxy, web, mail, XMPP e Dados) e ver se ele sobrevive.
@cris_unk
onde que eu voto pra presidente aqui? hahahah :)
cris_unk
QUERO fazer a MESMA coisa :)
Tweener_
Que nada, vou fazer um case GIGANTE, e quando abrir para a galera olhar, a surpresa :) hahaha o bom é que da para montar um PC em qualquer coisa ;D
Thiago
O lado bom é que vc pode levar o case no bolso! hehe
Scott
Como parece que tá faltando um pouco de vontade de clicar em links, vou ser direto: a venda está sendo feita na Premier Farnell e na RS Components. (sem links porque eu sei que você não vai clicar mesmo)
@AntonioVeras
Acho que a idéia por trás é inovar e não o contrário.
Thiago
Já fizeram ele funcionar com o Airplay junto com um iPad. Então, acho que funciona sim!
Exibir mais comentários