Início » Arquivos » Internet » Pastebin permite salvar código particular

Pastebin permite salvar código particular

Por

A todo momento há serviços da web sendo atualizados. Hoje foi a vez do Pastebin chegar à versão 3.1, com direito a poucas novidades. Uma delas merece destaque especial e com certeza vai interessar os programadores e profissionais de internet que leem o Tecnoblog. Chegaram os pastes particulares ao Pastebin, para quem não deseja compartilhar os próprios códigos com ninguém.

Pastebin

O TechCrunch explica que antes da mudança havia dois tipos de pastes (alguém sugere tradução bacana para o termo?): os públicos e aqueles que não foram listados. Os últimos são similares aos vídeos de YouTube não listados, que podem ser compartilhados livremente desde que a pessoa conheça o endereço.

“Essa é uma nova camada de segurança que muitos usuários vêm solicitando já tem algum tempo”, disse o proprietário do Pastebin, Jeroen Vader. O serviço é muito usado por quem quer espalhar informações pela rede sem ser identificado, visto que permite postar texto de maneira anônima.

O Pastebin deve estar na barra de favoritos do coletivo de hackers Annonymous. Os participantes empregam os serviços do site em diversos anúncios. Da mesma forma, a lista com mais de 7 mil emails, nomes de usuário e senhas obtidos do YouPorn foi publicada primeiro no Pastebin.

Para criar pastes particulares é necessário estar logado no Pastebin. Moleza, visto que o site aceita Twitter, Facebook e conta do Google como formas de se autenticar.