CoTweet: já atraiu Ford, McDonalds e Starbucks

CoTweet: já atraiu Ford, McDonalds e Starbucks

Já que o Twitter nunca se dignou a lançar os tais recursos “profissionais” para as empresas que têm perfil no site, como diziam alguns boatos que circularam pela rede tempos atrás, uma startup se cansou de esperar e fez justiça com suas próprias mãos. A CoTweet é uma ferramenta que promete “auxiliar no gerenciamento de contas corporativas” do site de microblog, como aponta o Wall Street Journal, por uma mensalidade de US$ 1.500 (R$ 2.547) que já atraiu gente de respeito como Ford, Microsoft, Starbucks e McDonalds.

Entre suas comodidades o CoTweet oferece a possibilidade de armazenar permanentemente dados a respeito de suas interações com o público, “incluindo tweets, retweets, respostas e mensagens diretas”. Além disso a ferramenta permite o monitoramento do tipo e quantidade de questionamento que a empresa recebe e seu tempo de resposta: “quando uma grande companhia entra no Twitter, logo ela nota que apenas uma pessoa não dará conta de toda demanda gerada pelo site. Nenhuma pessoa pode estar no trabalho 24 horas por dia 7 dias por semana”, afirma Jesse Engle, CEO da empresa. Qualquer semelhança de seu discurso a respeito do Twitter com os serviço de atendimento ao clientes de empresas não é mera coincidência. Em breve a empresa promete expandir seu serviço a outras redes sociais, como o Facebook.

Aos que se interessaram ou não podem pagar os US$ 1.500 mensais pelo serviço, o CoTweet também tem uma versão gratuita com funcionalidades limitadas.

Comentários

Envie uma pergunta