Hoje em dia o celular é tão presente no dia-a-dia das pessoas que talvez seja até algum tipo de surpresa se lembrar que ele nem sempre esteve entre nós, que um dia precisou ser inventado. E quem o inventou foi esse senhor da foto, o octagenário Sr. Martin Cooper, que era engenheiro da Motorola na época. Conta a hitória que, além de responsável pela invenção do aparelho (o nome dele está na patente do tal “sistema de telefone a rádio”, inclusive), Martin Cooper fez a primeira chamada particular de um telefone celular, em uma rua de Nova York em abril de 1973.

Esse senhor certamente foi um visionário, um homem da vanguarda tecnológica de sua época. Seria interessante ouvir o que ele tem a dizer a respeito do que o celular virou hoje, nesse tempo em que smartphones que fazem quase tudo são o sonho de consumo de 10 entre 10 amantes de tecnologia… Pois bem, ele o acha uma porcaria.

Isso mesmo. Vejam o que diz o Sr. Cooper:

“Nosso futuro, eu acho, é um número de dispositivos especializados que se focam em uma coisa que melhorará nossas vidas.”

Se Martin Cooper estiver certo, então, daqui a uns anos estaremos andando com: MP3 player, celular (daqueles de R$ 50, que só faz ligação), aparelhinho de tuitar, calculadora, câmera fotográfica, filmadora de mão, algum vídeo-game portátil, agenda, caderninho de contatos e talvez alguns álbuns com as fotos das crianças e do cachorro… E uma mochila bem grande, claro. [Engadget]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

edu
Huahuahuahuahua Gostei da brincadeira :P Mas ja tinha lido sobre a opiniao dele, de fato, ter um canivete suiço pode ser muito bom para diversas coisas, mas quando vo ce precisa comer com o garfo do canivete, dai ele ja não é tao bom, é melhor ter um equipamento para isso. Ex: Daqui a alguns meses teremos uma briga entre tablets e e-readers, Usar um tablet para ler um livro pode nao ser tao bom quanto um e-reader que ja é especializado nisso e no baixo consumo.
Rodrigo
Hehehe. É por isso que as empresas de tecnologia estão nas mãos de pessoas cada vez mais jovens. Por mais que ele tenha dado esta contribuição ao mundo, agora é um senhor de idade, e igual ao pai ou avô de muita gente aqui, não tem o menor interesse em ficar organizando playlists ou tuitando no celular :) (In)felizmente, o futuro dele já é passado pra gente.