Foi publicada hoje uma portaria no Diário Oficial da União que habilita a Foxconn a produzir tablets com incentivos fiscais. A Foxconn é a maior fabricante de equipamentos eletrônicos no mundo. Produz computadores, tablets, videogames e celulares para diversas empresas, entre elas, Apple, Sony, Dell, HP e Motorola.

O documento foi assinado pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, pelo Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e pelo Ministro da Fazenda.

Eis o primeiro artigo da portaria:

“Habilitar a empresa Foxconn CMMSG Indústria de Eletrônicos Ltda., inscrita no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda – CNPJ sob o nº 08.285.374/0002-93, à fruição dos benefícios fiscais de que trata o Decreto nº 5.906, de 26 de setembro de 2006, quando da fabricação do seguinte bem:

Microcomputador portátil, sem teclado, com tela sensível ao toque (‘touch screen’), de peso inferior a 750g (Tablet PC).”

Isso permite que tablets produzidos pela Foxconn sejam fabricados com menor custo, e, dessa forma, chegam ao mercado por um preço menor. Também recebem incentivos fiscais os acessórios que acompanham o tablet, como cabos, carregador e manuais.

Na teoria o preço deve cair. Mas, se tomarmos como exemplo o iPhone 4 de 8 GB fabricado em território brasileiro, o preço do iPad pode subir: o smartphone custa R$ 1,8 mil, valor similar à versão de 16 GB do iPhone 4 em seu lançamento. Resta aguardar o iPad brasileiro para verificar se continuará valendo à pena.

Com informações: Estadão, Diário Oficial da União

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gaba
Tirou as palavras da minha mão!
Mat
Onde que é fabricado no Brasil? kkk Ainda não é não.
Hodney
Até hoje o preço do PS3 produzido no brasil não foi menor que a versão produzida na China. Em conseqüência disso, tenho um certo preconceito com produtos de alta tecnologia produzida nesse país em que vivemos. Quando a Sony resolveu produzir o PS3 no brasil, seu preço fez foi aumentar. Os modelos que estão em promoção são justamente os importados por lojas de eletrônicos exclusivos. Os modelos feitos no brasil não são melhores que os chineses e custam bem mais caros.
Hodney
Pode por fábricas de Ipad ou outros tipos de tablets nesse país mas jamais irei adquirir tal produto produzido na "banânia". Enquanto meus parentes estiverem viajando ao exterior, sobretudo os EUA, vou encomendar de lá pois os preços são bem menores e o risco de refurbished é menor.
Marcelo
essa galera não desiste dos tablets... chegaram na guerra depois que a luta ja aconteceu e todo mundo morreu hhahahaha iPad 4ever
mozart
sim só no brasil que o aparelho recebe um downgrade e ainda fica mais caro
Valerio Ferreira
O preço dos produtos no Brasil é caro e não é por causa dos impostos (isso sempre foi desculpa). É porque o brasileiro perdeu a noção do valor das coisas... e se acostumou a pensar na prestação mensal em vez do valor final. Tudo é assim, eletrodomésticos, veículos, eletrônicos, etc... Enquanto tiver quem pague, não tem porque baixar o preço!!! Vocês acreditam que se compra em 12x no cartão, sem juros? Os juros, bem alto, e o lucro absurdo já estão incluídos. E as operadoras não baixam o preço, bem pelo contrário, jogam o preço lá em cima e você só paga o preço "normal" se incluir um bom plano.
Thiago Leite
Vale.
Scott
iPhone 4S 16GB nos EUA = $649,00 (R$ 1141,79 no cotação atual) iPhone 4S 16GB no Brasil = R$ 2.599,00 Cara, é impossível que o iPhone brasileiro custe cerca de 130% a mais que o preço no EUA. Isso não são impostos ou coisa assim. É tudo parte da "taxa Apple". Vale lembrar que o valor em dólar já dá lucro pra Apple também. Se considerarmos uma situação absurda em que esse iPhone é taxado com 60% em impostos, o valor fica R$ 1.826,86. É praticamente o preço cobrado pelas operadoras. É até mais justificável (já que os iPhones das operadoras também são desbloqueados). Mas o preço na Apple Store não é alto porque "o lucro [das operadoras] não vem da venda de telefone, e sim dos contratos dela" e sim porque a Apple não quer concorrer com as operadoras. Puro lobby.
@lc_silveira
Vixe, então está meio alto esse valor de custo de R$2000,00, eim !?
@lc_silveira
Tenho a impressão de ter lido dezenas de notícias iguais a essa no decorrer de 2011... lembro até de muita gente falando que dezembro/11 seria uma época em que tablets decentes estariam acessíveis a todos... na prática sabemos que preço algum caiu. (Apenas algumas quedas mínimas, mas foi devido a concorrência). O único benefício irá para o bolso dos empresários. Provavelmente vão argumentar que produzir no Brasil é caro, que o dólar subiu, ou qualquer outra desculpa esfarrapada para embolsar mais dinheiro. Dá desgosto ver nosso país abrindo as pernas para esse bando de ¨&[email protected](*#! e a população não receber nenhum benefício por isso.
Outro Leitor
"1 – USB e memória externa continuam de fora" sim, e dae? Acredito que uns 90% das pessoas sequer sabem usar o cartão de memória. Só pelo "2 – Não roda Flash" já dá vontade de comprar um. :D O "3 – iTunes" é um sistema que funciona. Vamos abrir para 300 outros que não funcionam ou funcionam pela metade!!1! Quer liberdade? Pega um com Ice Cream Sammish, você é livre! "4 – Tamanho" Só ignora o fato que o Kindle é leitor de e-book e o iPad 2 é um tablet. "5 – Não substitui um computador" Se eu quisesse um computador, eu comprava um computador. "6 – O iPad 3 vem aí" depois vem o iPad 4 e o iPad 5. Não é melhor esperar até o iPad 9 ou 10? "7 – Preço" Uh... se for pelo "custo" brasíu, teremos que evitar de comprar tudo que eletronico! Sim, vale a pena comprar se você quer um. No meu caso eu não me importo com tablets, nem preciso de um.
@guirodr
Não sei o que é mais falso, esse iPad brasileiro ou a Grávida de Taubaté.
@yagogabriell
Vc ainda tem duvida?
@yagogabriell
Sem dúvida.
Exibir mais comentários