Dados liberados pela Anatel ontem mostraram que as operadoras no Brasil realmente se esforçaram para entregar mais dispositivos com 3G, apesar de nem sempre suas redes de dados passem a impressão de estabilidade. Segundo a agência, no ano de 2011 o número de terminais ativos com acesso à rede 3G no Brasil aumentou em 99%: de 20,6 milhões em 2010, esse número pulou para 41,1 milhões no ano passado.

Além disso, os dados da agência também mostram que a operadora Vivo permanece como a operadora com maior número de acessos do Brasil, usada em mais de 71 milhões de terminais (o que inclui não só celulares como tablets e modems 3G).

A conhecida tendência brasileira de preferir chips pré-pagos também continuou em 2011: no total foram registrados 191,2 milhões de acessos desse tipo contra 44 milhões do pós-pago. No total, a telefonia móvel no Brasil fechou o ano com 242,2 milhões de acessos na telefonia móvel, o que dá uma média de 123,87 acessos a cada 100 habitantes.

O aumento da quantidade de aparelhos com 3G no país segue, ainda que um pouco atrasada, a tendência no resto do mundo, que é de ter cada vez mais aparelhos conectados à rede de dados celular. Apesar disso, no Brasil as ofertas de planos de dados das operadoras ainda são pouco flexíveis em relação ao preço e os limites de tráfego.

Você pode conferir mais dados no relatório completo no site da Anatel.