Início / Arquivos / Internet /

Parlamento Canadense baixa arquivos ilegais, diz Partido Pirata

João Brunelli Moreno

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Mês passado foi descoberto que estúdios como Sony, Fox e Warner, assim como o departamento de segurança interna dos EUA, a residência oficial da presidência francesa e a própria RIAA costumam baixar conteúdo protegido por direitos autorais da rede. Agora foi revelado que o honorável Parlamento do Canadá também é um local onde acontecer pirataria de arquivos digitais.

A denúncia foi feita pelo braço canadense do Partido Pirata, que teve acesso a parte do conteúdo baixado pelos políticos e seus assessores nos últimos meses de novembro e dezembro. Entre o material baixado estão arquivos de filmes, músicas, programas e livros.

“O Partido Pirata Canadense descobriu diversas evidências de violações de direitos autorais no parlamento (…) A informação foi descoberta através dos mesmos métodos de rastreamento de IP usados pela RIAA e MPAA para encontrar endereços de computadores para entrar com ações judiciais” afirmou a agremiação no comunicado oficial. Eles lembram também que no começo de 2011 provedores canadenses foram forçados a entregar dados de usuários por conta de downloads do filme “Guerra ao Terror”.

“É bem irônico pensar que este mesmo grupo está trabalhando para endurecer as leis de violação de direitos autorais”, disse Travis McCrea, candidato ao governo de Vancouver pelo partido nas últimas eleições. “A exemplo do caso do processo de ‘Guerra ao Terror’, o relatório mostra que o conteúdo foi baixado, mas não indica exatamente quem fez isso”, encerra o político.