Primeiro de tudo, temos um fato: a Microsoft não vai mais iniciar os trabalhos no Consumer Electronics Show (CES) a partir de 2013. Depois de vários e vários anos, a companhia que tinha espaço privilegiado entre os expositores cadastrados pela CEA (organizadora do evento) deixará de participar daquela que é considerada a maior feira de eletrônicos do mundo. A CES 2012 acontece entre 10 e 13 de janeiro do ano que vem.

Steve Ballmer em keynote na CES 2011

Fato levantado, hora da especulação. A MSFT (Microsoft) diz que a saída da CES a partir de 2013 foi bastante amigável. A informação, no entanto é contestada por funcionários da própria empresa. Dizem eles que a CEA decidiu não oferecer mais um keynote específico para a Microsoft. Em retaliação, a empresa optou por deixar de lado a feira. E a CEA ficou nem aí para a situação, adotando aquela velha e conhecida filosofia de “sou dono da bola, então eu que mando”.

Também há quem diga que a Microsoft está de olho no tipo de divulgação que a Apple consegue em seus eventos produzidos internamente. Cabe lembrar que lá em 2007 o iPhone foi anunciado durante uma edição da feira MacWorld, com Steve Jobs fazendo todo o suspense característicos. Em anos seguintes, a Apple também abandonou o maior evento relacionado ao universo Apple promovido por terceiros. Em vez disso, optou por dar mais destaque à WWDC e aos eventos fora de época que costumeiramente nós cobrimos aqui no Tecnoblog – para lançamento de iPhone, iPad e renovações nos iPods e linha de Macs.

Há quem diga que a CEA pediu que a Microsoft assinasse acordos mais duradouros (com contrato digital, será?), enquanto a empresa de Redmond estava interessada em renovar ano após ano. Novamente, relação azedada e temos uma MSFT saindo da CES.

Em qualquer uma das hipóteses, quem perde com isso é a CEA, visto que um grande expositor e parceiro pode anunciar suas novidades em outra data definida por eles mesmos. Para a MSFT talvez seja boa notícia. Sem o compromisso com a CES, eles talvez tenham mais possibilidade de fazer as coisas em ritmo próprio. E quando o produto estiver pronto, aí sim marcam a data e mostram para a mídia e para o público. Faz mais sentido quando falamos de uma empresa do tamanho da Microsoft.

O Rodrigo Ghedin do Gemind bem lembrou que a MS faz a conferência Build. Por que não deixar as novidades mais quentes para a próxima edição do evento? Várias outras empresas adotam a mesma postura. A Nokia, por exemplo, deixou o anúncio dos primeiros celulares (os Lumia) rodando Windows Phone para o evento Nokia World, que nós cobrimos com exclusividade em Londres.

Boa notícia para a MS. Nem tanto para a CEA. Isso no meu entender, claro. Se você discorda, estou louco para ver seus argumentos nos comentários do artigo.

Ou então a MS largou de mão sabendo que tudo acaba em 2012 mesmo…

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@fredantunes
Um palco, uma câmera, youtube, face, etc.... Resolvido!
Marcelo
1- acabou o dinheiro 2- não tem nada novo pra mostrar
Rafael
http://i109.photobucket.com/albums/n71/confused_girl_/spongebob/patrick/thth62.jpg
Rafael
A sigla precisa de anti-depressivos!
Marcellus
Hahahah Tb nao gosto de MSFT
Smess
O "foi bastante amigável" estará concordando com "saída da CES" com certeza, mas incoerente dizer que o evento "partir de 2013" com "foi" ao invés de "será ou vai ser". ;)
Vinicius Kinas
Thássius, pare de escrever MSFT, por favor. :) Além de ter que sempre explicar na primeira vez no artigo - MSFT (Microsoft) - pra mim pelo menos, quebra o ritmo de leitura, já que costumo ler a sigla em si, e MSFT não é uma sigla feliz :/
Vinicius Kinas
A saída do evento - a partir de 2013 - é quem foi amigável, não o ano :)
Yangm
E a Apple não tinha patenteado isso? Olha o processo!
Smess
"A MSFT (Microsoft) diz que a saída da CES a partir de 2013 foi bastante amigável." Ou a MSFT ou o Thássius adiantou demais o 2014: "2013 foi bastante amigável"
Julio Cesar Sá ?
Ninguém sentirá saudades. A Apple já faz seus próprios eventos fechados (e com muito sucesso) há bastante tempo.
fabiano ?
"Ou então a MS largou de mão sabendo que tudo acaba em 2012 mesmo…" faiz ggrraçaaa hem! kkk Sinceramente? Não vai acontecer nada. Basta a Microsoft com uma câmera e um palco bem organizado para anunciar novidades em seus produtos e serviços. Dentro de pouco tempo as redes sociais e blogs já inundam de informação. A empresa pode até fabricar dispositivos eletrônicos, mas um de seus fortes é no setor de jogos. Ou seja, seria assustador a companhia deixar a E3. Acredito que ela se espelhou na Apple para esta decisão, ou novidades (?) em seus produtos e serviços saem do contexto cronológico da CES.
Klavierdll
O importante é que a Microsoft desenvolva produtos que atendam as nossas expectativas e necessidades. CES... Quem se importa com eventos?
GustavoUNQ
Concordo. E também acho muito melhor a forma como a Apple faz. Uma empresa do tamanho da MS teria que ter sua própria estrutura de eventos específicos pra anúncios importantes (pelo visto tem alguns, mas não suficientes).