Início / Arquivos / Brasil /

Oi inaugura lojas próprias para vender smartphone e tablet

Lojas da operadora terão atendimento, venda e pós-venda.

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Rever conceitos parece ser o mantra da Oi. A operadora que se diz genuinamente brasileira (mesmo com parcela de suas ações pertencente aos portugueses da PT Telecom) inaugura no dia 16, próxima sexta-feira, 61 lojas próprias no país. Para 2012, a meta é que a Oi possua o triplo disso: 180 lojas próprias.

Essa é a mesma Oi que decidiu voltar com o subsídio para aparelhos, proposta comercial que ela lutou bravamente contra em diversas campanhas publicitárias (quem ama bloqueia, lembra?).

A nova estratégia da Oi prevê lojas próprias no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Curiosamente, a empresa não falou de novas lojas no Rio de Janeiro, cidade ontem mantém sua base de operações para o país inteiro.

Oi: plano mais smartphone por R$ 92 mensais

Oi: plano mais smartphone por R$ 92 mensais

De acordo com o comunicado emitido pela operadora, as lojas servirão para oferecer “experiência de alta qualidade no atendimento através dos atributos de marca da companhia”. A Oi cita inovação, qualidade, convergência, presença e força de mercado como fatores perceptíveis em que a adota como operadora de telefonia móvel.

A Oi cita especificamente os tablets e smartphones, em especial o iPhone 4S, cujo valor mais em conta fica na casa dos R$ 2 mil em pós-pago oferecido pela Oi. Com o retorno dos subsídios, é natural que a empresa aposte numa abordagem mais direta junto ao consumidor para a venda dos produtos, visto que é a partir deles que o cliente tem acesso aos planos e pacotes oferecidos pela companhia. O programa de fidelidade Oi Pontos reforça a aposta da Oi na prática comercial que a Vivo e a Claro sempre tiveram como bandeira.

Segundo a Oi, as lojas próprias terão atendimento, venda e pós-venda. Tudo junto.