Depois de morrer, se tornar um sucesso de vendas, ressuscitar para uma última safra, morrer de novo e se tornar aberto (tudo isso em menos de seis meses), a tortuosa história do webOS sob o domínio da HP poderá ganhar mais um novo capítulo dentro de um ano.

Tablet com WebOS: um zumbi do mundo da tecnologia

Meg Whitman, CEO da HP, afirmou em uma entrevista que não descarta a possibilidade de sua empresa oferecer um novo tablet rodando a plataforma ao mercado “no começo de 2013”. A revelação aconteceu durante uma entrevista da executiva ao site “TechCrunch“.

A estratégia da vez seria inspirada no sucesso que o finado tablet Touchpad experimentou depois de ver seu preço cair de salgados US$ 499 para camaradas US$ 99 – parte de uma ação para limpar estoques promovida depois que o fim da linha do gadget foi anunciado. O novo modelo teria hardware modesto, preço simpático e geraria poucos custos para a HP, já que o desenvolvimento de sua plataforma ficaria a cargo de sua comunidade (agora aberta) de desenvolvedores. Fórmula não muito diferente do Kindle Fire, outro sucesso recente de mercado.

Dentro da HP, o novo aparelho com webOS terá a companhia de tablets equipados com o Windows 8, previstos para chegar às lojas no segundo semestre de 2012.

Em um comunicado enviado ao “TechCrunch”, a HP afirmou que a declaração de Whitman a respeito de um novo tablet com webOS sempre esteve nos planos da empresa, que abandonou, mesmo, apenas seus planos de construir telefones com a plataforma. Então tá.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodrigo Fante
banda larga.
Rodrigo Fante
No Brasil é, não sei como é nos EUA onde a Amazon já declarou publicamente que vende o Kindle com prejuízo para ganhar depois na venda de outros produtos na lojinha deles.
Vinicius Kinas
@Guilherme Macedo C. e Rodrigo Fante Não esqueçam que vender produto com prejuízo para tentar desbancar o concorrente é tática desleal de concorrência, e pode ser punido por órgãos reguladores.
Vinnicius
Chuck Norris OS?
Vinnicius
Agora sim, HP. Deixou muita gente curiosa com o que você quer fazer com o pessoal responsável pelos tablets. Teste de resistência vascular ou o que?
luandersonn
Eles vendem algo com esse SO aqui no Brasil...sil...sil????
Thiago Leite
Pensei que era uma ave mítica....
Rodrigo Fante
@Guilherme, neste caso concordo com você, o preço não pode passar de US$300,00 como mostrou o Kindle.
@AntonioVeras
Com certeza. Tenho que instalar um software de terceiro para poder usar o scanner dela, pois o próprio software não funciona. (HP M1120)
Bruno Cabral
Estou esperando meu cartão chegar pra compra no Ebay... Sai por cerca de 450 reais, o preco 50 reais maior do que eu daria num xing ling
Guilherme Macedo C.
Mas eu não digo vender com prejuízo, mas vender sem lucro ou com lucro bem reduzido na primeira geração. Pq vender com preço bem acima do iPad não deu certo.
Bruno Cabral
ou para GokuOS[2]
Rodrigo Fante
por US$299,00 o touchpad chegaria por aqui abaixo de mil reais, seria excelente. :)
Rodrigo Fante
Mesmo é assim é muito dinheiro, mesmo para a HP perder. A Amazon está se esforçando com o seu tablet e com prejuizo de 30 dólares já afetou bastante seu resultado financeiro, claro, com resultados muito bons no market share, mas ainda sim, são 30 dólares apenas de prejuízo, se a HP vendesse o touchpad por 99 dólares a longo prazo seriam quase 200 dólares de prejuízo por aparelho, eles não teriam fôlego para tanto. Agora, se vendessem esse touchpad por uns US$399,00 já ficaria competitivo e teriam um pouco de lucro, se colocassem em US$299,00 teriam pouco prejuízo e um bom retorno, como no caso da Amazon.
Guilherme Macedo C.
É comercialmente viável se for pra criar público pra plataforma. HP tem dinheiro pra não ter lucro na primeira geração, com objetivo de criar uma base de consumidores e desenvolvedores, pra na segunda geração cobrar um preço com lucro (não abusivo, senão não vende pois eles não são a Apple, que tem um público quase fixo).
Exibir mais comentários