Uma nova tecnologia anunciada pela poderosa Intel na terça-feira fará com que a próxima geração de tablets e smartphones (além de, claro, computadores e servidores) multiplique sua capacidade de armazenamento graças a uma nova geração de chips NAND. Ela é capaz de alocar 16 GB (ou 128 gigabits) de informação numa área “do tamanho da ponta de um dedo”.

128 GB literalmente na ponta dos dedos

Desenvolvida em conjunto com a Micron, a novidade usa uma tecnologia de construção de 20 nm que dobra a capacidade das atuais memórias NAND de 8 GB (ou 64 gigabits) que existem no mercado. O novo chip usa uma “estrutura celular plana” em sua construção que é capaz de garantir segurança contra perdas de dados e resistência a condições adversas.

Segundo a Intel:

“A unidade de 16 GB fornece aos clientes uma solução de alta capacidade de armazenamento em estado sólido a dispositivos com design cada vez mais esguio e fino, como tablets e telefones inteligentes”.

Glen Hawk, presidente da Micron, afirmou que a novidade foi desenvolvida tanto para dispositivos portáteis “que estão ficando cada vez menores e mais finos” como para servidores “que estão vendo suas demandas por armazenamento aumentarem”.

A Intel afirma que a produção do novo chip deve se iniciar em janeiro. Os primeiros aparelhos com a nova tecnologia deverão chegar às lojas até meados do ano que vem.

Com informações: GigaOM, Intel News Roomx

Nota do editor – 08/12/2011 à 00h16: O artigo abaixo, em sua redação original, falava em “128 GB”. No entanto, mais tarde percebemos que houve uma falha no entendimento do comunicado emitido pela Intel. São “128 Gb” (gigabits), o que dá 16 GB.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leonardo Reis
Boa noticia! Olha soh, se sao 128 gigabits vc nao pode abreviar GB e sim Gb, GB eh para gigabytes.
Marcelo
quero uma dessa no meu notebook =)
Turdin
SSD usa NAND se não estou enganado.
@yagogabriell
:)
Dan
E a velocidade? Se for tão rápido quanto o SSD vai ser ótimo! (mentira, ótimo vai ser quando tiver no preço de um HDD :P)
Guilherme Macedo C.
E eu, muito tempo atrás, achava 320GB do Johnny Mnemonic coisa do futuro pq precisaria de uma cabeça gigante pra suportar tanta informação :D
Gabriel Fernandes
Quando chegar 512 eu compro!!!
Yangm
Eu quero mais é que eles peguem um monte desses e coloquem dentro de uma case de hd com saida AHCI.
Vinicius Kinas
Ótimo, agora só precisa achar um jeito de ficar mais barato. ;)