Início » Arquivos » Aplicativos e Software » Tablets ARM com Windows 8 podem ficar sem apps tradicionais

Tablets ARM com Windows 8 podem ficar sem apps tradicionais

Existe a possibilidade de a Microsoft liberar apenas aplicativos com visual Metro no futuro sistema operacional.

Avatar Por

Entre as novidades do Windows 8, uma que se destaca é a adoção de aplicativos com aquilo que aqui no Tecnoblog eu chamo de visual Metro. Inspirada no Windows Phone, a interface funciona muito bem em dispositivos móveis com entrada de dados por meio de touchscreen. Só que, com a chegada dos primeiros tablets rodando o futuro sistema, pode ser que aqueles adeptos da arquitetura ARM fiquem sem os aplicativos tradicionais escritos para o sistema da Microsoft.

A bola foi levantada por Paul Thurrott no podcast “Windows Weekly”, e mais tarde mereceu a atenção da Mary Jo Foley, colunista especializada no universo da Microsoft. Mary Jo diz que recebeu informações de funcionários da MS sobre a manutenção de aplicativos chamados de Desktop (ou seja, tradicionais) no Windows 8 para tablets. Mas pode ser que isso não aconteça, se as informações de Thurrot se confirmarem mais para a frente.

Windows 8: pronto para usar no tablet

Na primeira versão do Windows 8 liberada para testes (a Developer Preview), tanto aplicativos Metro como os tradicionais funcionam perfeitamente. No entanto, os testes foram feitos em uma máquina com processador Intel. Não tem nada a ver com ARM, a tecnologia de 32 bits adotada pela fabricante de mesmo nome. É sabido que aplicativos deverão ser reescritos para que funcionem com ARM, visto que a arquitetura difere bastante do que programadores estão acostumados a ver com x86 e x64, arquiteturas empregadas pela Intel e pela AMD e seus processadores.

A discussão é boa porque revela a decisão difícil que a Microsoft tem que fazer. O sistema da MS sempre foi famoso por permitir praticamente qualquer tipo de aplicativo. O programador faz o que bem quer, sem seguir diretrizes (estou usando força de expressão aqui, ok?) – ainda que incoscientemente, como vemos no OS X da Apple (idem). E o usuário é livre para instalar o que bem deseja.

Nos tablets com processador baseado em ARM, a empresa pode optar pela incompatibilidade com aplicativos tradicionais. Temos menos opção, porém a tendência é que a experiência de usuário seja melhor num sistema em que todos os apps foram pensados para esse tipo de interação baseada no toque dos dedos.

Já pensou usar o Excel, como foi feito para o Office 2010, em um tablet? Tenho sérias dúvidas sobre a viabilidade desse uso por muito tempo. Aposto que o usuário cansaria depois de algumas horas. No iPad da Apple, os aplicativos da suíte iWork foram refeitos para aproveitar as vantagens e as desvantagens de um tablet.

Windows 8: Microsoft prova que sistema foi projetado pensando nos tablets
Se eu fosse o CEO da Microsoft, estaria em sérias dúvidas nesse momento. Seria uma quebra de paradigma se a informação se confirmar. Por outro lado, o Windows 8 tem muito do Windows Phone. E a gente já viu que a Microsoft tem a intenção de controlar com rédeas curtas a plataforma para celulares. Por que não faria o mesmo na plataforma para tablets?