Início / Arquivos / Internet /

Google Music aposta em álbuns com preço promocional de 2 dólares durante Cyber Monday

Pena que o serviço está disponível somente nos Estados Unidos

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Ainda falta no Brasil uma loja grande, parruda, para venda de conteúdo online. Há informações de que a iTunes Store nacional estreia em 8 de dezembro, mas nada foi confirmado pela Apple. Enquanto isso, nos Estados Unidos, o Google promove diversos álbuns por somente US$ 1,99 durante aquilo que eles chamam por lá de Cyber Monday. Na boa, eu também quero uma mamata dessas.

Claro que os Beatles não aparecem no catálogo de itens por US$ 1,99 oferecidos pelo Google somente nessa segunda-feira. Mas até que tem boas opções para empregar o restinho de dinheiro que não foi gasto durante as promoções que sucedem o Dia de Ação de Graças, feriado que tem valor de Natal para os estadunidenses (isso pelo que sei da cultura norte-americana, embora eu nunca tenha ido para lá nessa época do ano).

Entre os artistas selecionados para a grande oferta estão Pink Floyd (muito bom!), She & Him (bom!) e Mariah Carey (pois é…). Todos bastante conhecidos mundo a fora, tenho certeza. E também tem aqueles grupos musicais menos conhecidos — e talvez essa seja a melhor chance de colocar música nova no player do smartphone rodando Android.

Não se anime muito, não

Infelizmente, não existem muitas chances de baixar os álbuns completos por menos de R$ 4,00 (considerando o câmbio do momento em que esse artigo é escrito). Pelo menos não quando estamos falando dos recursos oficialmente disponibilizados pelo Google. É que o Music, cuja oferta de música foi anunciada recentemente, está disponível somente para usuários baseados nos Estados Unidos. Em nenhum outro canto do mundo a Cyber Monday deve aparecer.

A Cyber Monday acontece na primeira segunda-feira posterior ao Dia de Ação de Graças e à Black Friday. Aqui no Brasil algumas lojas fizeram ofertas especiais na sexta-feira negra, mas nada que me fizesse desejar profundamente comprar um produto devido ao preço especial. Teve até briga no Twitter para ver quem fazia a promoção mais em conta.

Com informações: The Next Web