Início / Arquivos / Antivírus e Segurança /

McAfee atesta: Android é o principal alvo das ameaças mobile

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Vida de Android não é mole, não. O relatório de ameaças virtuais produzido pela McAfee – cujo propósito de existir dispensa explicações – mostra que a plataforma móvel liderada pelo Google aparece como principal alvo de malware focado em dispositivos móveis. Para o terceiro trimestre desse ano, a companhia verificou que praticamente só houve aumento em ameaças criadas especificamente para o Android dentro do universo de malware mobile.

A explicação para esse movimento dos hackers (ou crackers, como preferir) é a mesma para a popularidade do Windows no mundo negro do malware: quanto mais usuários de uma plataforma, mais interessante ela fica para os criadores de ameaças virtuais. A McAfee afirma que a incidência de vírus e similares para Google Android subiu 37% de um trimestre para outro. A situação é preocupante.

Evolução na quantidade de malware ao longo do tempo (fonte: McAfee)

Entre as formas encontradas pelos hackers para explorar vulnerabilidades do Android está o envio de SMS sem que o dono do smartphone ou celular saiba disso. O aparelho está lá aparentemente quieto, mas na verdade faz envio de mensagens de texto automaticamente, seguindo instruções de algum app falseta baixado pelo usuário. Esses SMS geralmente incluem informações pessoais e permitem roubar dinheiro.

Outro trojan cujo funcionamento eu nem lembrava grava as chamadas telefônicas. Você está falando com a sua namorada ao telefone, e algum aplicativo está registrando tudo o que é dito para mais tarde encaminhar oa arquivo de áudio para o cracker. Bizarro.

Mais: Android 4.0 vem com merecido reforço na segurança

O relatório da McAfee para o terceiro trimestre ainda fala em aumento no número de malware relacionado a antivírus falso, daquele tipo que se propõe a proteger o celular, mas na verdade o expõe a ameaças. E também tem os trojans que roubam senhas. O sujeito coloca o nome de usuário e senha do Gmail, e depois é bem capaz do software utilizar os mesmos dados para disparar spam sem que a pessoa saiba disso.

Em todo caso, a recomendação para evitar maiores problemas no seu celular com Android continua a de sempre: baixar aplicativos do Android Market. Por lá os aplicativos são verificados antes de entrarem na loja, o que garante um pouco mais de segurança na hora de instalar coisa nova (porém, nada é garantido nessa seara).

Faz tempo que existem previsões acerca da popularidade do Android entre os smartphones e também entre os alvos de pessoas mal intencionadas. Trimestre após trimestre, temos visto os números de ameaça aumentarem, comprovando o que alguns analistas de segurança já esperavam: que o Android se torne o Windows dos dispositivos móveis em termos de vírus.

Eu entrei em contato com a McAfee do Brasil para saber se a companhia tem dados específicos de ameaças para mobile no país. Assim que tiver uma resposta, volto aqui para atualizá-los sobre o assunto.

Na semana passada, a Juniper divulgou que o malware para Android cresceu mais de 470% em quatro meses.

Com informações: TechCrunch