Vida de Android não é mole, não. O relatório de ameaças virtuais produzido pela McAfee – cujo propósito de existir dispensa explicações – mostra que a plataforma móvel liderada pelo Google aparece como principal alvo de malware focado em dispositivos móveis. Para o terceiro trimestre desse ano, a companhia verificou que praticamente só houve aumento em ameaças criadas especificamente para o Android dentro do universo de malware mobile.

A explicação para esse movimento dos hackers (ou crackers, como preferir) é a mesma para a popularidade do Windows no mundo negro do malware: quanto mais usuários de uma plataforma, mais interessante ela fica para os criadores de ameaças virtuais. A McAfee afirma que a incidência de vírus e similares para Google Android subiu 37% de um trimestre para outro. A situação é preocupante.

Evolução na quantidade de malware ao longo do tempo (fonte: McAfee)

Entre as formas encontradas pelos hackers para explorar vulnerabilidades do Android está o envio de SMS sem que o dono do smartphone ou celular saiba disso. O aparelho está lá aparentemente quieto, mas na verdade faz envio de mensagens de texto automaticamente, seguindo instruções de algum app falseta baixado pelo usuário. Esses SMS geralmente incluem informações pessoais e permitem roubar dinheiro.

Outro trojan cujo funcionamento eu nem lembrava grava as chamadas telefônicas. Você está falando com a sua namorada ao telefone, e algum aplicativo está registrando tudo o que é dito para mais tarde encaminhar oa arquivo de áudio para o cracker. Bizarro.

Mais: Android 4.0 vem com merecido reforço na segurança

O relatório da McAfee para o terceiro trimestre ainda fala em aumento no número de malware relacionado a antivírus falso, daquele tipo que se propõe a proteger o celular, mas na verdade o expõe a ameaças. E também tem os trojans que roubam senhas. O sujeito coloca o nome de usuário e senha do Gmail, e depois é bem capaz do software utilizar os mesmos dados para disparar spam sem que a pessoa saiba disso.

Em todo caso, a recomendação para evitar maiores problemas no seu celular com Android continua a de sempre: baixar aplicativos do Android Market. Por lá os aplicativos são verificados antes de entrarem na loja, o que garante um pouco mais de segurança na hora de instalar coisa nova (porém, nada é garantido nessa seara).

Faz tempo que existem previsões acerca da popularidade do Android entre os smartphones e também entre os alvos de pessoas mal intencionadas. Trimestre após trimestre, temos visto os números de ameaça aumentarem, comprovando o que alguns analistas de segurança já esperavam: que o Android se torne o Windows dos dispositivos móveis em termos de vírus.

Eu entrei em contato com a McAfee do Brasil para saber se a companhia tem dados específicos de ameaças para mobile no país. Assim que tiver uma resposta, volto aqui para atualizá-los sobre o assunto.

Na semana passada, a Juniper divulgou que o malware para Android cresceu mais de 470% em quatro meses.

Com informações: TechCrunch

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcelo
Android MArket não tem o mesmo filtro desegurança da itunes.. isso é fato
midnait
"...baixar aplicativos do Android Market. Por lá os aplicativos são verificados antes de entrarem na loja..." <<<<< NANANINANÃO! A galera do mal está colocando vírus JUSTAMENTE na loja oficial, já que o Google não verifica nada. - cara copia um app inofensivo, Calculadora ou Chess por exemplo - infecta a cópia com o vírus - reenvia a cópia infectada pro Market, mais conhecido como 'Casa da Mãe Joana' - user 'normal' que sabe que é fria baixar 'Gemidos de Asiáticas' e nunca fez root baixa a Calculadora - 'Calculadora' se aproveita das 39847289348923749832 brechas do Android e obtém acesso root e faz a festa - Google vem dias depois correndo apagar o incêndio, retirando os apps do market e excluindo remotamente os apps dos celulares O caso do Android não tem nada a ver com 'sistema visado porque é popular' e sim porque o Google está pouco se lixando.
Turdin
Exato, o fato é que o Android é falho.
Vinnicius
Você quis dizer: "Windows"? << Google sobre o comentário do amigo paulo em relação ao android e seus apps de segurança.
@iJeanCarlos
Quando se fala em malwares para dispositivos móveis, o Android deixa todo mundo comendo poeira...Enquanto isso o iOS está zerado. :)
Yangm
É por isso que eu sempre recomendo iPhone para meus dumbfriends e Android para meus geekfriends.
Gabriel
Minha opinião, é que a culpa reside mais no Google que no modelo de negócios adotados. O OS X não é um sistema controlado, é idêntico ao Windows, apenas não é distribuído em qualquer hardware. Você pode instalar aplicativos de qualquer lugar, entrar em qualquer site, basta colocar a senha de administrador. Nem por isso, é uma bagunça. O Android Market não deve vender malwares e o SO deve ser atualizado sempre, pelo menos, em relação a segurança. Qual o motivo para não fazer isso?
Rodrigo
Não contestam por que já virou rotina (não pra mim) abrir um email com um link de malware, clicar, ver o micro contaminado, e depois sair correndo nos fórums perguntando "comofas" pra remover :-) Na maioria das vezes, a pessoa nem sabe que está contamindada.
Rodrigo Fante
Exato, vai de cada um se questionar se vale a pena.
@AntonioVeras
É o preço da liberdade.
@trovalds
Os iOS devices são mais difíceis de infectar pq o controle da Apple é mais rígido, idem ao MacOS. Não que não existam pragas, mas o que salva é justamente ser uma plataforma fechada de hardware e software. Quanto à notícia em si: isso já era esperado. Fácil acesso ao fonte do SO, muitas personalizações aqui e ali pra vender aparelho, controle pouco rígido dos aplicativos e por aí vai. Basta ter uma mente um pouco mais privilegiada, um pouco de tempo sobrando e disposição pra descobrir vulnerabilidades. Grande coisa o Android 4 vir com "reforço na segurança" se boa parte dos aparelhos ainda tão no 2.2 e olhe lá. Fora ainda a "tal liberdade" de facilmente entrar como root no aparelho, um prato cheio pra plantar malware.
@AntonioVeras
Zumbi está na moda. Por que os smartphones não podem aderir à moda também?
Rodrigo Fante
Justifica, mas não somente, visto que diferente do desktop onde a Microsoft tem 92% do mercado, Apple 7% e Linux 1%, o Android não chega a 40% do mercado, ou seja, é mais visado, mas não justifica a quantidade de vírus que tem para ele que não afeta as outras grandes do mercado mobile como Symbian, iOS, Blackberry e Windows Phone.
Rodrigo Fante
Engraçado que quando falam do Windows ninguém contesta. A ameaça está crescendo exponencialmente sim, embora ainda seja pequena, agora é a hora do Google fazer alguma coisa, enquanto está começando, porque se não fizer, não dou um ano para começar a ficar igual aos windows mais antigos, onde cada pessoa já foi infectada pelo menos 1x na vida.
@michelblopes
Verdade mesmo, Paulo. Muito suspeito isto aê... No mais, é isto mesmo. A popularização do SO traz a ele usuários mais leigos e desatentos. Mas se há algo que um absurdo é antivírus para dispositivos móveis. Até para desktops já acho bisonho.
Exibir mais comentários