Ah, o maravilhoso mundo dos celulares. Quem já entrou nele, e pesquisou antes de comprar um aparelho, sabe que existe uma variedade de preços, tamanhos, cores e sistemas operacionais. Mas uma coisa que é consistente em todos eles é o cartão SIM, que guarda as informações dos clientes junto às operadoras. Ou ao menos era algo consistente, até a Apple apresentar o iPhone 4 com o padrão micro-SIM, que tem quase 2/3 do tamanho do SIM original. E agora há mais um: o nano-SIM.

Em maio a Apple já havia proposto um cartão SIM ainda menor do que o micro-SIM, proposta essa que foi prontamente aceita pelas operadoras britânicas. Mas a ideia tomou forma nas mãos da G&D, uma das fabricantes originais do cartão SIM, que anunciou hoje que conseguiu criar o nano-SIM e distribuiu para certas operadoras. A empresa pretende padronizar o formato até o final do ano.

Nokia N9 usa o micro-SIM

A G&D conseguiu criar um nano-SIM que é 30% menor do que o micro-SIM e também 15% mais fino, permitindo assim economizar espaço nos celulares para outros itens como bateria e memória interna. Mas se você já viu um micro-SIM de perto provavelmente está perguntando o mesmo que eu: como que vão conseguir deixar esse troço ainda menor? Estou curioso para saber, mas a empresa nçao liberou nenhuma foto – eles pretendem demonstrar o novo cartão numa feira no próximo dia 15.

Além disso, a G&D também planeja padronizar um adaptador que vai permitir que o nano-SIM seja retrocompatível com os slots SIM de celulares antigos, tanto os normais quanto os micro. E vale lembrar que o iPhone 4 e o 4S não são os únicos aparelhos que usam o micro-SIM, a Nokia e a HTC já fabricaram aparelhos com esse padrão. Então uma retrocompatibilidade padronizada é certamente bem-vinda.

Com informações: The Verge. Imagem sob licença CC do usuário SapiensBryan no Flickr.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

gerson pereira
pessoal quero comprar um aparelho to indeciso se compro iphone 6 plus o nokia lumia 1020 e ai galera manda um e-mail pra min. [email protected] falouuuu..
Renato Papini
muito legal, eu aprovo, como todo nerd que curte coisas tecnológicas e joguinhos colheita feliz! (y)
DEA
comprei um nokia n9 mais nao encontro o tal micro sim me arrependirrrr
@ricardokist
é justamente pra isso amigo, mais espaço para bateria e outros componentes.
Yangm
Rodrigo Fante: vai morrer sabendo onde está todos os seus chips. Mara não?
Rodrigo Fante
mora = morra, obviamente.
Rodrigo Fante
E mora com um câncer.
@Ajisma
Gostaria de dizer que a memória no cartão SIM já não interessa para nada nestes novos telemóveis mais conhecidos como SmartPhones, visto estes terem acesso a tecnologias que permitem fazer, facilmente, o backup dos contactos tanto através da conexão Wireless à Internet, como da conexão ao computador. Visto isso o cartão SIM serve só como identificador para a operadora. Creio que, com esta miniaturização, podemos ver os SmartPhones passando a ter a opção DualSIM, visto isto hoje ser cada vez mais necessário permitindo que as pessoas comprem menos telemóveis mas que a sua qualidade seja, cada vez, melhor.
MaTSuBa
É tenho a mesma dúvida do amigo acima... =)
@golker
O preço de... um cartão SIM? o.O
Rafael Miranda
Só uma dúvida: O cCartão SIM já foi 64 KB e atualmente é 128 KB para armanar contatos e os serviços das operadoras. Qual é o tamanho do micro-SIM? E qual será o tamanho desse?
Turdin
Ou o espaço do armazenamento, que hoje em dia não é tanto...
vinnicius
O SIM-Card já deveria ter acabado. Vai ficar tão pequeno que será invisível a olho nu, se continuar diminuindo. Possuem tanta tecnologia, mas não usam a mesma para criar um sistema que substitua com perfeição o SIM Card.
@luizzz
Não gostei, dá pra diminuir mais. Eu já tenho um chip RECORTADO pra caber naqueles coisa chineses de transformar qualquer celular em dual chip... e esse meu já é menor que o micro-sim do iPad/iPhone (tanto é que tive que fazer uma moldagem gambiarra pra caber no meu iPhone 4, hahah).
@ANE_PENAPOLIS
*diminuir (desculpem o erro ortográfico)
Exibir mais comentários